• F9fb45c18d8bfc00
  • 117370fc98312d4c
  • 5b7ad8a92a7264b8
29 de Outubro de 2020

Icone show ciencia tecnologiaCiência & Tecnologia

Edição: Hugo Julião
10:57
21/09/2020

Astrofísica, vencedora de prêmio de ciência, investiga a origem dos raios cósmicos

Cientista, mulher, negra e a caçula de oito irmãos, Rita de Cássia dos Anjos diz que se inspirou na mãe para desenvolver um olhar curioso e investigativo do mundo.

“Ela falava: ‘Você tem que ter curiosidade em saber como as coisas são, o porquê de serem assim’. Isso me motivou bastante a gostar de ciências", conta a pesquisadora.

Hoje, física da Universidade Federal do Paraná e uma das ganhadoras do prêmio L’Oréal-Unesco-ABC Para Mulheres na Ciência 2020, vem dedicando a mesma curiosidade dos tempos de menina para desvendar um interessante mistério do universo:

- a origem dos raios cósmicos e sua possível relação com galáxias de intensa formação de estrelas.

Quer saber mais sobre essa história? Confira a matéria:


PUBLICIDADE

Rita passou sua infância na cidade de Olímpia, no interior de São Paulo.

Por causa do ensino de pouco enfoque nas ciências exatas na escola, optou, primeiramente, pelo curso de biologia.

Como não ingressou em sua primeira tentativa, passou a frequentar um curso pré-vestibular. “Foi o começo do meu encontro com a física”, relembra a cientista.

 

Pouco tempo depois, ela juntou os dois interesses – física e biologia – ao integrar a primeira turma de graduação em física biológica na Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (Unesp).

Mas ao perceber que tinha mais afinidade pela física, seguiu a trajetória acadêmica na Universidade de São Paulo, campus São Carlos, onde fez mestrado e doutorado em física.

Três meses após defender a tese, se tornou docente e pesquisadora da Universidade Federal do Paraná em Palotina.

9e34a64a228d5933

Na mudança de São Carlos para o interior do Paraná, apesar da nova realidade, com menos estrutura para pesquisa e alta carga horária em sala de aula, Rita descreve, com satisfação, o espaço que criou em pouco tempo. 

“É bacana você ir construindo. Se você entra em um centro de pesquisa renomado, você é mais um ali, vai demorar para conseguir ter seu espaço e ser uma liderança. 

Em contrapartida, se você entra em um lugar que não tem muitos recursos, você tem a oportunidade de lutar e ser diferente. 

Demora, mas é uma coisa que vale bastante a pena”. 

1de6f883cf3faf37

Astrônomos usaram telescópio Alma, localizado no Chile e conseguiram registrar imagem detalhada de galáxia starburst (Imagem: Observatório Nacional Astronômico do Japão)

Na sua área de atuação, Rita faz um trabalho como o de um detetive, tentando reconstruir o caminho que raios cósmicos fazem desde o espaço sideral até a superfície.

As pistas para desvendar o mistério envolvem, neste caso, telescópios poderosos e modelos matemáticos.

Nesse estudo, uma das perguntas que motivam a pesquisadora é se galáxias em que há intensa formação de estrelas, conhecidas como galáxias starburst – que estão entre as mais luminosas do universo e apresentam fortes ventos – podem ser fontes de aceleração e propagação de raios cósmicos.

A direção de chegada de partículas cósmicas detectadas recentemente na mesma direção dessas galáxias pode ser um indício dessa relação.

962ea7ad09d9ead4

Estas são as 7 ganhadoras da 15ª edição do Programa Para Mulheres na Ciência promovido pela L’Oréal Brasil, em parceria com a UNESCO no Brasil e a Academia Brasileira de Ciências (ABC)

“Investigamos as galáxias próxima - localizadas em até 326 milhões de anos-luz. Se considerássemos as distantes, as partículas teriam que viajar muito para chegar até a Terra”, explica a astrofísica.

Assim, como física teórica, Rita cria modelos matemáticos para simular a viagem das partículas a partir das galáxias, quantifica a perda e o ganho de energia dos raios cósmicos a partir dos efeitos do seu campo magnético e compara os resultados do modelo com as informações obtidas por observatórios astrofísicos.

“A gente faz um processo que chamamos de reconstrução: pegamos o rastro que o raio cósmico deixou, além de outras características, e fazemos o retorno dele. Qual o possível caminho dele até a fonte?”. 

C7bfc0e1c4764504

Observatório Pierre Auger, na Argentina (Foto: Marcelo Sola/Welcome Aragentina)

No Observatório Pierre Auger, na Argentina, do qual Rita é colaboradora, são usadas duas técnicas de detecção dos raios.

A primeira detecta o rastro da partícula quando passa pela atmosfera, por meio de telescópios de fluorescência – que, por serem sensíveis à luz, só podem ser abertos na escuridão da noite.

Já a segunda técnica se dá em grandes tanques de água límpida, onde é feita a detecção das partículas cósmicas que colidiram com as partículas da atmosfera – um fenômeno conhecido como chuveiro de partículas.

A partir desses dados, a pesquisadora propõe um modelo para a propagação das partículas no espaço.

681fc03a78c426a5

 

"Com o apoio do Prêmio L’Oréal-Unesco-ABC, irei investigar a conexão deste tipo de galáxia com a física dos raios, correlacionando a trajetória de raios gama e neutrinos com a localização de galáxias starburst próximas — a 326 milhões de anos-luz de distância", explica a astrofísica.

A partir de modelos e simulações matemáticas, a pesquisadora espera reconstruir o caminho desses raios até a Terra e determinar a fonte deles.

 

Como professora da UFPR, cargo assumido em 2014, Rita vê a conquista do prêmio como uma oportunidade de reconhecer a importância da ciência básica.

"Em países emergentes como o Brasil, esse trabalho é pouco valorizado", avalia.

"Além disso, é uma alegria muito grande poder participar desse grupo seleto de jovens mulheres cientistas, que, apesar dos desafios que encontram diariamente nos laboratórios, como a falta de verba e de materiais, produzem estudos de alta qualidade e dão retorno à sociedade."

Com informações do site Para Mulheres na Ciência

-----

C960bc3ea17b87e2

MAIS NOTÍCIAS

Escândalo: revelado esquema gigante de lavagem de dinheiro por grandes bancos

Aberto programa de trainees do Magazine Luiza apenas para candidatos negros

Após acordo, EUA adiam proibição à empresa chinesa TikTok

Imposto de Renda explicita vantagem de servidores federais e desigualdade

Ibope mostra Russomanno na frente na eleição para prefeito de São Paulo

Como abrir uma janela para iluminar o mundo do autista

Pesquisa descobre inédito de Machado de Assis, um perfil de dom Pedro 2º

Artigo: "E o Larry, Lula?", por Marcelo Rubens Paiva

Governo decide aderir a programa global de acesso à vacina contra a covid-19

Dicionário parceiro do Google muda definições de 'patroa' e 'mulher solteira'

Setor de turismo lança Guia do Viajante Responsável

TikTok e WeChat serão banidos dos Estados Unidos a partir de domingo

RioMar Aracaju apresenta expô 'Mesa Posta Florescência'

Leilão de esqueleto completo de tiranossauro rex pode estabelecer novo recorde

Premiação virtual do Emmy será no domingo (20) e desperta muita curiosidade

Eternit recebe aprovação para produzir telha que capta energia solar no Brasil

Polêmica: médica virologista chinesa afirma que coronavírus foi criado em laboratório

Novo Chromecast virá com Google TV e deve ser lançado em 30 de setembro

Turismo internacional registra queda de 65% no primeiro semestre de 2020

Conheça o navio cargueiro que usará o vento para se mover

Joias feitas em combinação de impressão 3D com técnicas de fabricação artesanal

Artigo: Exigências do Oscar atentam contra liberdade e não sobrevivem aos fatos

Mais de 180 mil pessoas tem temperatura medida nos terminais de integração na grande Aracaju

Mortes de pacientes na fila do transplante saltam 44% na pandemia

Cinemas e teatros estão autorizados a reabrir a partir de hoje no Rio; em Salvador também

No ranking das cidades mais inteligentes do Brasil, Aracaju está na 156ª colocação; confira

Empresa cria tecnologia capaz de reciclar resíduos plásticos não recicláveis

Drauzio Varella: "Impacto na saúde mental será sequela mais devastadora da pandemia"

Dia da Memória Pet: relembrar bons momentos com animal traz leveza, diz psicóloga

Por que o Brasil é considerado o ‘laboratório perfeito’ para testar imunização contra covid-19

Tempestade no Golfo do México pode se tornar furacão nesta segunda-feira (14)

Aracaju é reprovada como cidade inteligente

Setembro Dourado chama atenção para câncer em crianças e adolescentes

Meio milhão de pessoas recebem ordem de retirada no Oregon, na Costa Oeste dos EUA

Vídeo: Luiz Felipe Pondé fala sobre 'fiscais' da quarentena e negacionistas

Premier League busca afastar-se do Black Lives Matter; hinos geram polêmica na NFL

Vacina contra o coronavírus: como será a colossal e complexa missão de distribuí-la pelo mundo

Seis meses depois, pandemia poupa apenas 10 países e, para muitos, Covid-19 não existe

Novo avião sustentável em formato de "V" completa primeiro voo de teste

Setor de eventos retomará suas atividades em Sergipe a partir de 21 de setembro, com restrições

“Black Mirror” da vida real: brasileiro funda startup para recriar pessoas mortas

Itaú lança crédito imobiliário indexado ao rendimento da poupança

Daniel Cabral vence a 4ª eliminatória do programa Talentos da TV Cultura; veja o vídeo

Vendas do comércio crescem 5,2% de junho para julho, diz IBGE

Incêndio atinge área do Porto de Beirute um mês após grande explosão

Turismo de isolamento ganha mais adeptos e opções de hospedagem; veja algumas

Sebrae reabre com atendimento presencial por agendamento a partir desta quinta (10)

Não é no Brasil, é na França: fraudes em benefícios sociais explodem no país

 

Jovens portugueses processam países europeus devido ao aquecimento global

China quer construir cidade sustentável, inteligente e antipandemia

Empresa constrói casa de dois andares com maior impressora 3D da Europa