• D913ab94fd939276
  • 0e524dbb7ac5f2ff
11 de Dezembro de 2017

Icone show ciencia tecnologiaCiência & Tecnologia

Oficina da Net
10:44
15/11/2017

Estados Unidos aprova pílula rastreável

A intenção é que a pílula seja controlada por médicos e pelos próprios pacientes com o auxílio do smartphone.

 

Por: Rafaela Pozzebom

O órgão norte-americano FDA, considerado a Anvisa nos Estado Unidos, aprovou a venda de uma pílula equipada com um chip rastreável.

Ele foi desenvolvido pela Proteus Digital Health juntamente com um sensor feito de cobre, magnésio e silício, para que não haja qualquer problema ao ser ingerido.

O medicamento em questão é o Abilify MyCite, um derivado do Aripiprazol, usado no combate de transtornos mentais como depressão endógena severa e também esquizofrenia.

Estados Unidos aprova pílula rastreávelEstados Unidos aprova pílula rastreável

O chip rastreável tem como função ajudar as pessoas a tomarem o remédio na hora indicada e seguirem a prescrição médica à risca, já que todas as informações são reportadas ao smartphones do médico e também do paciente do horário de ingestão do medicamento.

Mesmo que pareça uma grande ideia, alguns especialistas em transtorno mentais não aprovaram a ideia.

Conforme Paul Appelbaum, diretor do departamento de ética em psiquiatria da Universidade de Columbia, o novo sistema deveria ter iniciado em outro tipo de medicamento.

 

“Um sistema que vai monitorar o comportamento do paciente e enviar sinais do corpo dele e notificar o médico? Seja em psiquiatria ou em medicina geral, drogas para quase qualquer outra doença seriam um lugar melhor para começar do que em uma droga para esquizofrenia", disse ele em entrevista ao The New York Times.