• 83ab251c9fc76cfb
17 de Dezembro de 2018

Icone show economia negociosEconomia & Negócios

Radar Fecomércio
17:00
08/06/2018

As tendências do novo mundo do varejo

A KPMG, uma rede global de consultoria em auditoria, consultoria tributária e consultoria de negócios, lançou a pesquisa “Global Retail Trends 2018”.

O estudo apontou várias inovações e tendências que deverão estar presentes no novo mundo do varejo.

A pesquisa confirmou que a experiência do cliente é mais importante do que nunca, consequentemente, a experiência por metro quadrado será a nova métrica do varejo para medir o sucesso.

Os consumidores estão baseando as suas decisões de compra em fatores que vão além dos preços, forçando os varejistas a repensar suas estratégias de vendas, e isso muda os parâmetros de análise do comportamento do consumidor.

7ad1eba215b7111d

Tradicionalmente, a principal medida do desempenho do varejo é a venda por metro quadrado.

No entanto, o estudo mostrou que à medida que as lojas se tornam centros de experiência e pontos de venda, novas métricas estão sendo utilizadas para medir o desempenho das vendas.

Em resumo, os clientes farão compras onde eles aproveitam sua experiência, isso pode estar em um único canal ou em uma combinação de canais. Ou seja, as lojas serão pontos de contatos digitais e físicos.

A transformação digital da economia está promovendo o surgimento de novas classes de varejistas, e o levantamento da KPMG mostrou que há varejistas que começaram on-line e estão mudando para a loja física e outros estão unindo “tijolos e cliques”.

Os varejistas estão procurando entender como seus consumidores pesquisam e compram para conceber novos modelos de varejo, quer isso signifique ter um show room ou apenas ter uma forte presença no comércio eletrônico. Os negócios estão sendo reinventados.

Segundo os executivos pesquisados pela KPMG, até 2020 cerca de 85% de todas as transações serão baseadas em inteligência artificial (IA). 

LEIA MATÉRIA COMPLETA