• F9fb45c18d8bfc00
  • 117370fc98312d4c
  • 5b7ad8a92a7264b8
23 de Outubro de 2020

Icone show economia negociosEconomia & Negócios

Redação / Hugo Julião
15:19
30/01/2020

Os segmentos mais promissores para pequenos negócios em 2020

A expectativa de crescimento de 2,5% da economia brasileira em 2020, somada à projeção de uma safra recorde no setor agrícola, deve favorecer diretamente as micro e pequenas empresas (MPE) do país, que estão voltados majoritariamente ao mercado interno.

O otimismo é maior para as micro e pequenas empresas que atuam no setor de serviços, para os negócios voltados ao atendimento das necessidades básicas da população, para o segmento da construção, bem como os pequenos negócios que atuam no setor do agronegócio.

48c4f192cbfbf416

Essas são as conclusões do estudo “Negócios Promissores em 2020” realizado pelo Sebrae a partir do cruzamento e análise de um conjunto de dados do FMI, Banco Central e Ministério da Economia.

 

Serviço

No setor de Serviços, de acordo com o estudo, as expectativas são positivas para os pequenos negócios de serviços pessoais, serviços prestados às empresas, na área da saúde, educação e transporte.

 

Comércio de alimentos

Nos segmentos que atendem às necessidades básicas da população, continuam em alta as empresas que atuam no comércio de alimentos e de alimentação fora do lar (restaurantes e marmitas).

 

RELACIONADA


Pequenos negócios tiveram o melhor saldo de empregos dos últimos cinco anos

 

Construção civil

Já na construção civil, as MPE de edificações, manutenção, comércio de material de construção e serviços especializados têm boas perspectivas de crescimento.

 

Agronegócio

Por fim, no segmento do agronegócio, o Sebrae aponta a possibilidade de um bom ano para os pequenos produtores rurais que atuam no comércio de cidades próximas às áreas de intensa produção agropecuária e no setor de máquinas e equipamentos.

 

RECOMENDADA


Lei de Liberdade Econômica: mais de 10 milhões de empresas serão beneficiadas ​

 

Segundo o presidente do Sebrae, Carlos Melles, havia uma expectativa - em 2019 - de que houvesse uma recuperação mais forte da economia, que acabou não se confirmando.

Assim, acabaram prevalecendo, segundo Melles, os pequenos negócios com um perfil mais voltado à manutenção e reparação de bens.

“Agora, em 2020, com a retomada da economia e o aumento da confiança de consumidores e empresas, estamos caminhando para o fortalecimento dos negócios mais voltados ao atendimento do consumo de bens e serviços associados às necessidades básicas da população, como: gastos com alimentação, moradia, restaurantes e serviços pessoais”, comenta o presidente do Sebrae.

 

VEJA TAMBÉM


Correios serão privatizados em 2021, diz secretário de Desestatização do Governo Federal


Quem ganha com o cenário global e nacional

• Serviços pessoais (cabelereiro, manicure, estética e beleza)

• Serviços prestados às empresas (administração, vendas, serv. jurídicos e org. de feiras)

• Serviços de saúde, educação e transporte (cuidadores, clínicas, ensino superior, treinamento e transporte carga/passageiro)

• Serviços de informática e comunicação (serv. internet, desenvolvimento de programas, reparação de equipamentos de comunicação)

• Bens e serviços voltados para o atendimento das necessidades básicas da população (comércio de alimentos, serv. pratos prontos)

• Construção (manutenção/reparação de moradias, edificações, comércio de material de construção e serviços especializados)

• Produtores rurais (p.ex. milho, soja e algodão) e atividades de apoio à agropecuária

• Pequeno comércio do interior, próximo às grandes áreas produtoras da agropecuária

• MPE que exportam para os EUA e Leste

 

Principais informações do relatório

• Produto Mundial deve crescer 3,4% a.a. (Fonte: FMI)

• PIB brasileiro deve crescer 2,5% a.a. (Fonte: FMI)

• Juros baixos, inflação e câmbio com tendência de estabilização (Fonte: Boletim Focus)

• Melhora paulatina na Taxa de Desocupação e no rendimento médio real do trabalhador (projeções Sebrae)

• Safra agrícola recorde em 2020 (Fonte: Conab/M.A.)

Fonte: Assessoria de Imprensa do Sebrae

A64541c330415e65

Atlas da Violência: queda de homicídios é puxada pelas 120 cidades mais violentas​

Inteligência artificial (IA): seu desenvolvimento é mais profundo que o fogo ou a eletricidade

Transparência Internacional: veja o Índice de Percepção da Corrupção no mundo, em 2019​

São Paulo é a 4ª capital a receber voos da Flybondi, outras 10 já estão com rotas pré-aprovadas​

Brasil cria 644 mil empregos com carteira em 2019, melhor resultado em seis anos​

Pagar tudo à vista e não usar crédito pode piorar nota no cadastro positivo ​

Startup japonesa poderá lançar carro voador em 2023​

Seis filmes sobre o Holocausto, com sinopses e trailers​

Conheça os dez menores países do mundo

Secretário-geral da ONU enumera os '4 Cavaleiros do Apocalipse' que ameaçam o mundo​

Veja a posição dos principais jornais do país em 2019, segundo o Instituto Verificador de Audiência (IVC)​

Marcos Aurélio: “Ensinar os jovens a empreender e construir seus resultados”​

CNC: intenção de consumo das famílias tem melhor janeiro desde 2015

Doença letal faz São Paulo monitorar 100 pessoas

Saiba como podem roubar sua conta no WhatsApp

O peso das atividades domésticas para as mulheres​

Houve desaceleração no crescimento do número de turistas no mundo em 2019​

Ministério do Turismo abre cadastro para apoiar artistas e bandas musicais​

Pesquisa global mostra brasileiros otimistas​

"Turismo de bebedeiras" proibido em Ibiza e Maiorca. Multas vão até 600 mil euros​

Home office: Gol abre vagas para trabalhar sem sair de casa​

Marinha abre 900 vagas para concurso de ensino médio​

Com luvas biônicas, maestro João Carlos Martins volta a tocar piano

Avião comercial decola sozinho pela primeira vez na história; veja o vídeo​

Harry e Meghan deixarão de usar os títulos reais​A fotógrafa Tessa Dóniga transforma o café da manhã em imagens surrealistas​

Até 2040, você não vai precisar de mala ou passaporte para viajar

Azul pretende chegar a 200 destinos nacionais nos próximos anos

Brasil e Catar acabam com exigência de visto; país vai sediar a Copa de 2022​

Pesquisa Google: veja os 10 destinos mais procurados no Brasil e no mundo