• A28bc8b2469c14e5
12 de Novembro de 2019

Icone show economia negociosEconomia & Negócios

Agência Comércio de Notícias
19:56
16/10/2019

Setor de serviços aponta crescimento para o ano de 2019 em Sergipe

A atividade produtiva do setor de serviços em Sergipe, apontou uma leve oscilação negativa no mês de agosto, com queda de -0,7% na variação mensal do volume de negócios realizados, no comparativo com o volume realizado no mês de julho, de acordo com os dados divulgados pelo IBGE, analisados pelo departamento de economia do Sistema Fecomércio/Sesc/Senac de Sergipe.

No último mês analisado, também há o apontamento de recuo de -0,8% na receita nominal apurada pelas empresas do setor.

 

5c1120fd0bfb240e

Entretanto, o setor de serviços segue como o que mais se destaca na economia sergipana, garantindo crescimento de negócios, receita e geração de emprego no estado.

A variação comparativa entre os meses de agosto de 2018 e agosto de 2019 apontam crescimento do volume de negócios realizados, com elevação de 1,8% e crescimento da apuração de receita nominal das empresas em 4,1%, o que indica um crescimento considerável em 2019, comparado ao ano passado.

O presidente do Sistema Fecomércio/Sesc/Senac, Laércio Oliveira, destacou a importância do setor de serviços, como responsável pelo enfrentamento da crise e mecanismo de geração de emprego no estado.

“O setor de serviços em Sergipe é a principal força motriz da economia. Serviços é a atividade econômica que mais gera emprego no estado e segue na contramão da crise. Desde 2017, o setor apresenta elevação no estoque de empregos no período de janeiro a agosto, com mais de 1.700 novas oportunidades de trabalho criadas, seguindo uma curva ascendente no mercado de trabalho.

A crise está abatendo a economia do estado, mas a bem da verdade, o setor de serviços está descolado da crise em Sergipe. Enquanto as atividades econômicas ainda estão combalidas, estamos apontando sinais ainda que tímidos de recuperação, mas o setor de serviços segue na contramão da crise e eleva sua capacidade de geração de empregos.

Isso se deve a fatores importantes como a melhoria das relações de trabalho, que cria mais oportunidades de geração novos postos de trabalho e melhora o ambiente de negócios. Acredito que 2019 será um ano bom para o setor, com mais crescimento”, comentou.

Em 2019, o setor de serviços deslancha como o maior gerador de empregos no estado, criando entre janeiro e agosto, 1.729 novos postos de trabalho. Isso se confirma com o crescimento da receita da atividade durante o ano.

De janeiro a agosto, além dos novos postos de trabalho gerados, houve o crescimento de 3,6% na receita nominal das empresas do setor e crescimento de 1,6% no volume de negócios realizados pelos empreendimentos do setor de serviços no estado.