• C7254ed4360408af
  • Cbdafb20fcfaf460
11 de Julho de 2020

Notícias

Redação / Hugo Julião
19:49
27/03/2020

Nas favelas, moradores passam fome e começam a sair às ruas

Enquanto governo e Congresso ainda devem os detalhes de como farão chegar aos trabalhadores informais o auxílio emergencial recém aprovado de R$ 600 durante a crise causada pela Covid-19, a falta de dinheiro e alimentos já atinge em cheio as famílias que vivem na informalidade.

Armários vazios e barracos repletos de adultos e crianças que deixaram de ir às escolas onde recebiam a merenda – sua principal refeição do dia – são a nova realidade em favelas de São Paulo.

Além de comida, faltam itens como papel higiênico, fraldas, sabão e detergente, para lavar as mãos e a louça.

Dentro de muitas casas, a sujeira predomina.

Na rua, crianças limpam pés e mãos em fios de água que correm nas guias.

9fcd928d1a6d7ce5

No desespero, muitos moradores já saem de casa para ir atrás de parentes, amigos e entidades assistenciais em busca de alimentos e ajuda.

Perto dessas comunidades, há ambulantes nos semáforos e, dentro delas, bem mais gente em vielas e ruas do que se pode ver em vários bairros de São Paulo.

Muitos estão atrás de bicos e comida.

 

Em alguns pontos, a sensação é de que não há um isolamento estabelecido pela epidemia

Fora de suas casas minúsculas e mal preparadas, crianças jogam bola e há pessoas ao ar livre em volta de mesas de bilhar ou de um baralho.

Na Vila Nova Cachoeirinha, na zona norte de São Paulo, onde ao menos três favelas (Nazzali, Flamengo e Sucupira) reúnem cerca de 16 mil famílias, muitos moradores dizem ser impossível manter-se em casa sem dinheiro ou alimentos.

Na Nazzali, a reportagem encontrou pessoas que já foram dispensadas do trabalho e que perderam, de uma hora para a outra, grande parte da renda que traziam para casa, muitas vezes em regime semanal ou diário.

 

"Não sei mais o que fazer"

O ajudante de pedreiro Edmar Sobral, 32, conta que desde a semana passada deixou de ser chamado para obras e que parou de receber os cerca de R$ 600 que levantava a cada duas semanas.

Na quinta (26), ele disse ter conseguido só alguns poucos reais, com conhecidos e por meio de um bico, para comprar pão. "Não sei mais o que fazer", diz.

Com a mulher grávida, a despensa de seu barraco de um cômodo ao lado de um córrego – onde ele e os vizinhos despejam esgoto – já está quase sem nada.

 

Aumento de gastos com alimentação e gás

A alguns metros dali, Natasha Silva, 28, mãe de três filhos e auxiliar de limpeza, diz ter sido dispensada por 15 dias pelo patrão.

Seu rendimento neste mês deve cair à metade dos R$ 1.000 que ganha normalmente.

Segundo ela, o fato de os filhos de 6, 8, e 12 anos não estarem indo às aulas aumentou muito os gastos com alimentação e o gás, pois eles deixaram de almoçar e tomar lanche na escola.

"Antes, só fazia algo à noite para eles em casa", diz.

Na região, há filas enormes diante de depósitos de gás.

Além de boatos de que o produto pode faltar, a demanda cresceu com a presença das crianças e de outras pessoas o tempo todo em casa.

 

Situação pode se tornar dramática

Aran Ramos, da Resgatando Vidas, entidade que recebe recursos da ONG Gerando Falcões para ajudar famílias carentes na Cachoeirinha, diz que a situação pode se tornar dramática nos próximos dias caso não haja ajuda imediata.

"As pessoas foram informadas pela televisão de que deveriam ficar em casa, mas em momento algum o poder público veio até aqui com algum tipo de ajuda para sustentar essa medida", diz Ramos. "Muitos já estão saindo em busca de trabalho, alimentos ou dinheiro."

Na favela Nazzali, há mulheres que recebem o Bolsa Família, como Marcia Custodia, 28, mãe de três crianças.

Mas os R$ 210 mensais que ela ganha com o benefício não serão mais suficientes para sustentar também o marido, agora sem os bicos, e as crianças, sem a merenda.

 

O último Censo do IBGE contabilizou 6.329 favelas, em 323 municípios

Pesquisa do Data Favela nesta semana mostrou que 72% das pessoas nessas comunidades não têm poupança para manter nem por uma semana o seu baixo padrão de vida.

Projeções dão conta de que quase 10% da população brasileira viva em "aglomerados subnormais", que aumentaram após a recessão iniciada em 2014.

Metade dessas moradias fica no Sudeste – 23% em São Paulo e 19% no Rio de Janeiro.

Belém era a capital com a maior proporção de favelados: 54,5%. Salvador (33%), São Luís (23%) Recife (23%) e o Rio (22%) vinham a seguir.

É nas favelas que vive a maior parte dos cerca de 13,5 milhões de brasileiros na extrema pobreza que passam o mês com menos de R$ 145 – obtidos em trabalhos precários.

Com informações da Folhapress

___________________

4fc8867770089f39

MAIS NOTÍCIAS

Quarentena da vida real: os paulistanos de Paraisópolis, Heliópolis, Cracolândia e afins​

Empresas aéreas iniciam amanhã período apenas com voos essenciais no Brasil​

OMS se junta a gigantes das redes sociais para desenvolver software de combate ao coronavírus​

Capas com as manchetes dos principais jornais nacionais desta sexta (27)​

Pesquisa: maioria dos brasileiros não crê que isolamento social impedirá avanço do vírus

Walmart contrata 25 mil nos EUA em 1ª semana de novo programa​

Quatro pacientes de UTI tiveram alta em SP com uso de hidroxicloroquina​

Governo define lotéricas e igrejas como atividades essenciais​

Consumidores chineses são incentivados a gastar​

Artigo: Não podemos fetichizar as mortes provocadas pelo coronavírus

Consumidores chineses são incentivados a gastar​

Leia artigo de Steven Taylor, autor do livro "A Psicologia da Pandemia"​

EUA: sai acordo para aprovar pacote de US$ 2 trilhões para socorrer a economia do país

Corte de energia, por inadimplência, está suspenso por 90 dias em todo o país​

Brasil registra 200 casos de tuberculose por dia e mais de 4 mil mortes por ano​

Uma breve análise sobre o livro "Alexandre, o Grande"​

Distanciamento social está aproximando as pessoas, conclui estudo​

China reabriu mais de 500 cinemas no fim de semana​

Anvisa aprova três novos testes de Covid-19; agora são 11​

Uefa adia finais da Liga dos Campeões e da Liga Europa​

Brasil restringe entrada de estrangeiros no país por 30 dias​

Bolsonaro anuncia suspensão de dívidas e ajuda financeira a estados​

Sebrae Resposta | Uma comunidade de empreendedores brasileiros​

Netflix: sinopses e trailers de 09 filmes de suspense para você assistir​

Lojistas do Riomar Shopping doam respirador mecânico para a Prefeitura de Aracaju​

Tempos de solidariedade: vizinha assume aluguel de livraria de Porto Alegre​

Dona das Casas Bahia fecha mais de 1.000 lojas no Brasil devido ao coronavírus​

BNDES anuncia injeção de R$ 55 bilhões na economia para evitar demissões

Saúde pode autorizar cloroquina para pacientes graves até dia 24​

Coronavírus: IBGE mostra alto índice de aglomeração em residências carentes​

Neste domingo, Dia Mundial da Água, mais de três bilhões não têm acesso a água e sabão​

Governo usará laboratório do Exército para produzir cloroquina​

Netflix: 10 filmes para assistir durante a quarentena

Governo Federal pretende distribuir 10 milhões de testes do novo coronavírus​

Globo decide afastar jornalistas com mais de 60 anos por causa do coronavírus

Itamaraty: brasileiros que estavam retidos em Marrocos embarcaram para o Brasil​

Azul também libera passagens para médicos atuantes no combate ao coronavírus​

O Boticário doa 1,7 tonelada de álcool gel para a saúde pública​

Gol vai ceder passagens gratuitas a profissionais de saúde na luta contra o coronavírus​

Supercomputador da IBM identifica substâncias que pode conter avanço do Covid-19​

Veja MAPA em TEMPO REAL dos casos de coronavírus em cada país​

Em casa? 
Aproveite e veja os vídeos dos Beatles com as suas10 músicas mais ouvidas de todos os tempos

OMS diz para África se preparar para o pior​

Sebrae: "Como sua empresa pode reagir ao coronavírus?"

Sebrae amplia atendimento ao público no ambiente digital​

Aviso: show de Vanessa da Mata em Aracaju é adiado​

Clientes do cinco maiores bancos podem pedir prorrogação de dívidas; veja como​

Sebrae identifica setores mais afetados pela crise do Coronavírus

INSS suspende atendimento por 15 dias para conter coronavírus​

Pesquisadores observam pela primeira vez a resposta imunológica ao coronavírus

Para 70% dos japoneses, Olimpíadas serão adiadas​

Médico infectado com Covid-19 diz como são os sintomas dia após dia​

Entenda a diferença entre Covid-19, resfriado e gripe​

Saiba tudo sobre o novo coronavírus e a doença que ele provoca​

Pesquisa: população é favorável às concessões de parques para a iniciativa privada​

Inscrições em cursos online do Sebrae alcançam número recorde​

Uma história de quem apostou no velho vinil e encontrou um novo mercado

Três fatores que tornam o home office mais produtivo do que trabalhar no escritório​

Estes são os países com mais "super-ricos" no mundo​

Pequenos negócios são maioria entre as Indicações Geográficas brasileiras​

Projeto Petrobras Cultural para Crianças tem inscrições abertas​

Observatório Edge: o mais alto mirante a céu aberto de Nova York e do hemisfério ocidental​

Itamaraty estima que até 90 mil brasileiros estejam no norte da Itália​

Invenções criadas por mulheres – e que nem sempre foram reconhecidas como tal​

Brasileira desenvolve técnica para criar neurônios em laboratório​

ONU: 90% da população mundial tem preconceito contra mulher​

Carro elétrico da Fiat com autonomia de 320 km chega ao Brasil em 2020​

Metade das praias do planeta pode sumir até o fim deste século, diz estudo​

Nasa recriou em 4K o que os astronautas da Apollo 13 viram ao contornarem a Lua​

Carteira Digital de Trânsito passa a permitir indicação de condutor​

Embrapa desenvolve sensor que avalia grau de maturação de frutas​

Especialista recomenda quatro chás caseiros para desinchar​