• F10f444b2896f742
20 de Outubro de 2017

Notícias

ASN
17:56
25/09/2017

Políticas públicas da Assistência Social são tema de Encontro de Gestores em Carira

 

Evento foi promovido pelo Colegiado Estadual de Gestores Municipais de Assistência Social (Coegemas)

 

O secretário José Sobral e a equipe técnica da Secretaria de Estado da Inclusão e Assistência Social (Seidh) participaram nesta segunda-feira, 25, do Encontro Estadual de Gestores Municipais de Assistência Social, realizado em Carira, Agreste Central sergipano. Promovido pelo Colegiado Estadual de Gestores Municipais de Assistência Social (Coegemas), o evento teve como foco a discussão das políticas públicas do segmento e as ações desenvolvidas no estado.

Na ocasião, o gestor destacou a vinda do ministro do Desenvolvimento Social, Osmar Terra, na última semana, quando elogiou os resultados dos trabalhos do programa Criança Feliz.

 

“O ministro ficou encantado com as ações, enfatizando que Sergipe é modelo nacional.

O Criança Feliz é especial porque estimula o desenvolvimento das nossas crianças cadastradas no Bolsa Família na primeira infância.

Já temos 335 pessoas envolvidas distribuídas em 53 municípios.

Ao todo, 65 aderiram. Queremos mais adesões para o surgimento de mais equipes”, comentou.

 

José Sobral aproveitou a oportunidade para conversar com os gestores municipais sobre a adesão de mais de 43 mil sergipanos que têm direito ao Benefício de Prestação Continuada (BPC), já contabilizados pelo Ministério do Desenvolvimento Social.  

 

“O Ministério já mandou a relação e precisamos inseri-los.

É preciso que cada município faça a busca ativa.

Até o momento, apenas Nossa Senhora da Glória tem sido proativa nesse processo de inserção. Os demais municípios precisam acelerar porque o prazo é até 28 de dezembro”, recomendou o secretário.

 

O Programa Nacional de Capacitação do Sistema Único de Assistência Social (CapacitaSUAS) e o Sistema Nacional de Atendimento Socioeducativo (Sinase) também foram mencionados pelo secretário durante o encontro.

 

“Esperamos que até o fim deste ano, possamos implantar as novas fases do CapacitaSUAS e o Sinase.

Estivemos na semana passada em Arapiraca, onde vimos as diretrizes aplicadas pelo CapacitaSUAS e acompanhamos a capacitação de 70 técnicos.

O Sinase está em fase avançada em Sergipe. Aguardamos apenas a chegada de alguns orçamentos para cumprir a formalidade legal”, ressaltou Sobral.

 

Palestras
O Encontro Estadual de Gestores Municipais de Assistência Social contou com palestras sobre ‘Proteção Social Básica – interface com o programa Criança Feliz e as atuais ameaças do SUAS em tempo de crise’, ministrada por Renata Aparecida Ferreira - diretora de Proteção Social Básica do Ministério do Desenvolvimento Social (MDS); e ‘Políticas Públicas de Primeira Infância’, apresentada por Ely Harasawa - diretora do Departamento de Alimentação a Primeira Infância do MDS.

De acordo com Onete da Mota Santos, presidente do Coegemas, o encontro surgiu da necessidade de capacitar todos os gestores e equipes técnicas para melhor desenvolver as ações.

A oportunidade também foi fundamental para abordar sobre os atuais problemas em relação às Políticas Públicas de Assistência Social no Brasil.

 

“A Proteção Básica é a mais importante e a que mais referencia nossos usuários do sistema.

Temos toda uma preocupação voltada para isso, principalmente no momento em que presenciamos o desmonte das Políticas Públicas. E

stamos com perdas com o congelamento de recursos. As Políticas do SUAS avançaram muito mas, lamentavelmente, estamos regredindo e  correndo o risco de estagnar e parar”, afirmou.

 

A secretária de Assistência Social e vice-prefeita de Aracaju, Eliane Aquino, também marcou presença no seminário.

 

“Os desafios na assistência são grandes, mas nosso objetivo é caminhar sempre juntos. O trabalho integrado é fundamental para o sucesso.

A vitória do cofinanciamento estadual é exemplo das lutas. Estou muito preocupada com a assistência social no Brasil e precisamos entender o desmonte vivido na Política de Assistência Social.

Queremos o SUAS funcionando. Se deixarmos que esse desmonte chegue até nossas cidades, quem sofrerá é o povo. O Coegemas é fundamental para sempre dialogarmos”, afirmou Eliane Aquino.

 

 

 

  • 90e31a7cfad19cfb
  • Afb000f40a123e91