• C7254ed4360408af
  • Cbdafb20fcfaf460
02 de Junho de 2020

Notícias

Redação / Hugo Julião
10:09
31/03/2020

'Quarentena para quem?': trabalhadores enfrentam rotina de transporte público e proteção precária

Todos os dias quando liga a TV para acompanhar as notícias dos telejornais em meio à pandemia de coronavírus, a catadora de materiais recicláveis Janaina de Melo ouve um recado incessante: "Fique em casa".

Empurrando uma carroça ao lado dos filhos de 12 e de 13 anos, Melo diz que a pandemia de coronavírus não vai fazê-la parar.

Pois é o trabalho dela que sustenta não só os adolescentes, mas também uma filha de 3 anos e o marido desempregado.

E afirma que a política de isolamento adotada pela Prefeitura do Rio de Janeiro (onde ela vive) — seguindo as normas da Organização Mundial da Saúde (OMS) — derrubou o lucro dos coletores.

"O movimento na rua está bem baixo. As pessoas não podem sair de casa, não podem fazer festa, churrasco, e não produzem tanta latinha.

Nas últimas semanas, caiu muito o volume, e também o preço. (Cada kg de) latinha custava R$ 2,80, mas hoje está R$ 1.

A garrafa PET saiu de R$ 1,20 para R$ 0,80 e só o óleo continuou R$ 1 o litro", relata.

8a1028704d3df7cc

Janaina de Melo sustenta três filhos e o marido desempregado com dinheiro que ganha como catadora de material reciclado (Arquvio Pessoal)

Única renda fixa é o da Bolsa Família

Antes, ela conta que tinha uma meta de receber R$ 100 quando levava material para vender, às segundas e sextas.

Mas última semana, conseguiu apenas R$ 30 em cada dia.

A única renda fixa da família, que mora na favela Costa Barros, é o Bolsa Família no valor de R$ 230.

"De duas semanas para cá, as pessoas não estão acumulando coisas em casa. Não nos passam mais reciclagem.

Eu entendo que elas podem até ter medo, mas deu uma queda muito brusca", afirma.

E enfatiza que não tem condições de obedecer os recados para ficar em casa.

O que ela faz é apenas se proteger da maneira que pode, lavando com água e sabão as mãos e a caçamba da carroça que ela usa assim que termina o serviço.

 

Ela disse que nenhum dos amigos carroceiros dela contraíram o vírus

"Me vejo fazendo um trabalho essencial, que contribui até com o meio ambiente.

Enquanto muitos sujam, eu tiro da rua e faço minha renda. Sei que é pela saúde de todos o isolamento.

Mas, se não tiver uma ajuda, quem não tem renda fixa ou dinheiro guardado passará fome. S

ó quero que tudo se normalize e que a população e o poder público tenham mais respeito pelos catadores", diz Melo.

 

Pimp My Carroça

O Movimento Pimp My Carroça criou um financiamento coletivo para garantir uma renda mínima aos catadores para que eles possam ficar em casa e evitem a transmissão do coronavírus.

O dinheiro arrecadado será distribuído entre os cerca de 3 mil catadores cadastrados no aplicativo Cataki, que conecta catadores a pessoas que produzem reciclagem.

C81f888a7221c3eb

O porteiro Rodolfo Pessoa Viana diz que tem 'preocupação e muito medo' por ter de trabalhar durante período de quarentena estabelecido em SP (Arquivo Pessoal)

"Quarentena para quem? Ouvir isso para mim é um desespero, um terror.

Toda vez que eu escuto para ficar em casa me bate preocupação e muito medo.

Eu moro com a minha mãe de 62 anos e tenho esse sentimento de pânico por não poder ficar em casa", diz, em entrevista à BBC News Brasil.

 

Sem redução de carga horária

Viana, que trabalha em dias intercalados, disse que não conseguiu nem mesmo reduzir a carga horário no trabalho.

A maior preocupação dele é o risco de se contaminar no trajeto entre a casa dele, na favela de Paraisópolis, e o trabalho em Moema, ambos na zona sul de São Paulo.

No deslocamento, ele pega um ônibus e um metrô.

"A gente não pode reduzir o trabalho porque os condôminos dependem da gente. Mas eu saio com muito medo. T

enho álcool em gel, uso luvas na mãos e máscara.

O que mais assusta é que muita gente que está na rua, na verdade, deveria estar em casa", afirma.

 

Disparidade de cuidados

No trajeto das ruas estreitas da maior favela de São Paulo até o condomínio no bairro de casas de alto padrão onde trabalha, Viana identifica uma clara disparidade de cuidados e preocupação em relação ao coronavírus.

"No meu bairro, acham que não está acontecendo nada, não estão nem aí.

A rua está cheia e os moradores ainda falam que (o vírus) é uma mentira. Isso aumenta meu medo.

Mas quando eu chego na Estação João Dias do metrô, vejo todo mundo de luvas e máscara", diz.

O porteiro conta à reportagem que não anda com luvas porque não encontrou nenhuma à venda.

 

'Os outros dependem da gente'

Já a cobradora de ônibus Márcia Cristina Chaves Lima passa o dia com luvas e máscaras e muito tensa ao presenciar centenas de pessoas girando a catraca à sua frente.

O medo, não só de pegar o vírus, mas também transmiti-lo para a mãe, de 77 anos, é tão grande que Lima deixou o sobrado onde mora com a família há uma semana e passou a dormir na casa do noivo.

6dffae0eab9cad9b

Cobradora de ônibus Márcia Cristina Chaves Lima passa o dia com luvas e máscaras por medo de coronavírus (Arquivo Pessoal)

A irmã mais nova de Lima trabalha em um hospital e, por ter mais chances de entrar em contato com o vírus, passou a dormir isolada em um cômodo na parte de baixo do sobrado da família.

"Minha mãe pergunta: 'Você vai vir aqui hoje? Vem aqui.' Mas eu respondo que não posso e só converso com ela por telefone.

Eu trabalho muito exposta. Estamos fazendo a nossa parte para cuidar de quem a gente ama, mas ainda tem muitos idosos na rua.

Muita gente não está levando a sério", afirma.

 

Medidas de segurança

Ela conta que a empresa tomou diversas medidas de segurança, como ter adotado uma limpeza especial dos ônibus e a distribuição de álcool gel para os funcionários.

Mesmo com tantos cuidados, diz que tem medo de ser contaminada.

Mas reconhece que precisa trabalhar porque oferece um serviço essencial à população.

"Se pudéssemos ficar em casa, ficaríamos. Transportamos pessoas da área de saúde, posto de gasolina, supermercado e não podemos ficar sem eles. A gente não pode parar de trabalhar", afirma.

A cobradora diz que nenhum funcionário acima de 60 anos está trabalhando e que os ônibus estão circulando com frota reduzida e, mesmo assim, vazios.

 

A faxineira Tatiana Aparecida da Silva trabalha na linha de frente do risco de contaminação 

Ela é uma das responsáveis pela limpeza de um hospital de São Paulo.

Em meio à pandemia de coronavírus, ela precisa tomar cuidados redobrados.

Isso porque trabalha não só nas áreas comuns, como corredores e salas de espera, mas também faz a limpeza dos quartos do hospital

2381df174df8420e

Faxineira de hospital Tatiana Silva avalia como incoerente o discurso de Jair Bolsonaro de que isolamento deveria ser flexibilizado (Arquivo Pessoal)

Ela avalia como incoerentes as críticas do presidente Jair Bolsonaro contra o isolamento social de todos os brasileiros.

"Não parei de trabalhar um só dia, mas seguindo todas as orientações e acreditando na minha fé.

Mas achar que todos devem sair de casa e contar com a sorte?

Acho que vivemos em uma democracia, então quem quiser assuma os riscos", afirma.

Ela diz que tenta se manter calma porque disse não poder de trabalhar.

"Quem cuida de quem precisa não pode ficar doente. A gente tem que blindar a nossa mente.

Tive colegas que saíram com medo de estar muito vulnerável e entrar nas estatísticas. Mas tem que encarar.

Eu assisto todos os noticiários, mas não deixo o pânico entrar na minha mente.

Eu sigo todas as técnicas de segurança e tenho fé".

Fonte: BBC Brasil

__________________

4db7cf67bdefe006

MAIS NOTÍCIAS

Pintura de Van Gogh é roubada durante a noite de museu holandês​

Conheça o trabalho da fotógrafa que captura sonhos com sua lente​

87,1% dos mortos por coronavírus na Espanha tinham 70 anos ou mais​

Filha de Arnold Schwarzenegger implora para prefeito fechar feira livre lotada em Los Angeles

China prepara defesa contra segunda onda de coronavírus​

BNDES anuncia R$ 2 bilhões de crédito para área da saúde

Principal especialista dos EUA espera mais de 100 mil mortes no país

 Crise no sul de Itália: "Não temos dinheiro e precisamos de comer"​

Utilização do WhatsApp aumentou 40%​

Hemocentros de todo Brasil passam a contar com ferramenta do Facebook​

Tatiana Cobbett lança novo single do seu álbum "Lá & Cá"​

07 filmes de apocalipse que estão no Netflix; sinopses completas e trailers

 

Covid-19: maior produtor mundial de preservativos fecha e pode causar escassez​

O que cada país faz para conter o coronavírus e como o número de mortes evolui​

Nas favelas, moradores passam fome e começam a sair às ruas​

Quarentena da vida real: os paulistanos de Paraisópolis, Heliópolis, Cracolândia e afins​

Empresas aéreas iniciam amanhã período apenas com voos essenciais no Brasil​

OMS se junta a gigantes das redes sociais para desenvolver software de combate ao coronavírus​

Capas com as manchetes dos principais jornais nacionais desta sexta (27)​

Pesquisa: maioria dos brasileiros não crê que isolamento social impedirá avanço do vírus

Walmart contrata 25 mil nos EUA em 1ª semana de novo programa​

Quatro pacientes de UTI tiveram alta em SP com uso de hidroxicloroquina​

Governo define lotéricas e igrejas como atividades essenciais​

Consumidores chineses são incentivados a gastar​

Artigo: Não podemos fetichizar as mortes provocadas pelo coronavírus

Consumidores chineses são incentivados a gastar​

Leia artigo de Steven Taylor, autor do livro "A Psicologia da Pandemia"​

Corte de energia, por inadimplência, está suspenso por 90 dias em todo o país​

Brasil registra 200 casos de tuberculose por dia e mais de 4 mil mortes por ano​

Uma breve análise sobre o livro "Alexandre, o Grande"​

Distanciamento social está aproximando as pessoas, conclui estudo​

China reabriu mais de 500 cinemas no fim de semana​

Anvisa aprova três novos testes de Covid-19; agora são 11​

Uefa adia finais da Liga dos Campeões e da Liga Europa​

Brasil restringe entrada de estrangeiros no país por 30 dias​

Bolsonaro anuncia suspensão de dívidas e ajuda financeira a estados​

Sebrae Resposta | Uma comunidade de empreendedores brasileiros​

Netflix: sinopses e trailers de 09 filmes de suspense para você assistir​

Lojistas do Riomar Shopping doam respirador mecânico para a Prefeitura de Aracaju​

Tempos de solidariedade: vizinha assume aluguel de livraria de Porto Alegre​

Dona das Casas Bahia fecha mais de 1.000 lojas no Brasil devido ao coronavírus​

BNDES anuncia injeção de R$ 55 bilhões na economia para evitar demissões

Saúde pode autorizar cloroquina para pacientes graves até dia 24​

Coronavírus: IBGE mostra alto índice de aglomeração em residências carentes​

Netflix: 10 filmes para assistir durante a quarentena

Governo Federal pretende distribuir 10 milhões de testes do novo coronavírus​

Globo decide afastar jornalistas com mais de 60 anos por causa do coronavírus

Itamaraty: brasileiros que estavam retidos em Marrocos embarcaram para o Brasil​

Azul também libera passagens para médicos atuantes no combate ao coronavírus​

O Boticário doa 1,7 tonelada de álcool gel para a saúde pública​

Gol vai ceder passagens gratuitas a profissionais de saúde na luta contra o coronavírus​

Supercomputador da IBM identifica substâncias que pode conter avanço do Covid-19​

Veja MAPA em TEMPO REAL dos casos de coronavírus em cada país​

Em casa? 
Aproveite e veja os vídeos dos Beatles com as suas10 músicas mais ouvidas de todos os tempos

OMS diz para África se preparar para o pior​

Sebrae: "Como sua empresa pode reagir ao coronavírus?"

Sebrae amplia atendimento ao público no ambiente digital​

Aviso: show de Vanessa da Mata em Aracaju é adiado​

Clientes do cinco maiores bancos podem pedir prorrogação de dívidas; veja como​

Sebrae identifica setores mais afetados pela crise do Coronavírus

INSS suspende atendimento por 15 dias para conter coronavírus​

Pesquisadores observam pela primeira vez a resposta imunológica ao coronavírus

Para 70% dos japoneses, Olimpíadas serão adiadas​

Médico infectado com Covid-19 diz como são os sintomas dia após dia​

Entenda a diferença entre Covid-19, resfriado e gripe​

Saiba tudo sobre o novo coronavírus e a doença que ele provoca​

Pesquisa: população é favorável às concessões de parques para a iniciativa privada​

Inscrições em cursos online do Sebrae alcançam número recorde​

Uma história de quem apostou no velho vinil e encontrou um novo mercado

Três fatores que tornam o home office mais produtivo do que trabalhar no escritório​

Estes são os países com mais "super-ricos" no mundo​

Pequenos negócios são maioria entre as Indicações Geográficas brasileiras​

Projeto Petrobras Cultural para Crianças tem inscrições abertas​

Observatório Edge: o mais alto mirante a céu aberto de Nova York e do hemisfério ocidental​

Itamaraty estima que até 90 mil brasileiros estejam no norte da Itália​

Invenções criadas por mulheres – e que nem sempre foram reconhecidas como tal​

Brasileira desenvolve técnica para criar neurônios em laboratório​

ONU: 90% da população mundial tem preconceito contra mulher​

Carro elétrico da Fiat com autonomia de 320 km chega ao Brasil em 2020​

Metade das praias do planeta pode sumir até o fim deste século, diz estudo​

Nasa recriou em 4K o que os astronautas da Apollo 13 viram ao contornarem a Lua​

Carteira Digital de Trânsito passa a permitir indicação de condutor​

Embrapa desenvolve sensor que avalia grau de maturação de frutas​

Especialista recomenda quatro chás caseiros para desinchar​