• C7254ed4360408af
  • Cbdafb20fcfaf460
05 de Julho de 2020

Saúde

Edição: Hugo Julião
12:42
11/06/2020

Comportamento do coronavírus na Ásia intriga cientistas

"Mindo” – uma palavra em japonês que pode ser traduzida como "nível superior cultural”.

É assim que o ministro das Finanças do Japão, Taro Aso, um nacionalista convicto de 79 anos, responde à questão de por que o país tem relativamente poucas vítimas de covid-19.

A estação de TV TBS, por sua vez, especula que a língua japonesa é menos propensa à geração de gotículas de saliva, potenciais transmissoras do vírus, por ter menos das chamadas consoantes plosivas, pronunciadas pela expiração do ar.

Muitos japoneses também estão convencidos de que sua boa alimentação os mantém mais protegidos contra o coronavírus.

Todas essas teorias não explicam por que as taxas de infecção e morte são relativamente baixas não apenas no Japão, mas em toda a Ásia.

Dbdc99772bdee339

Moradores de máscara num mercado em Tóquio: vírus teve baixa letalidade no país

A China relatou três mortes por milhão de habitantes, e o Japão sete. O Paquistão registrou seis, e Coreia do Sul e Indonésia, cinco. Taiwan, Vietnã, Camboja e Mongólia não têm registro de mortes.

Como comparação: a Alemanha registrou 100 mortes por milhão de habitantes, os EUA quase 300, e Reino Unido, Itália e Espanha mais de 500.

Os diferentes números de teste e métodos de contagem por si só não fornecem justificativa suficiente para esta grande lacuna.

Por exemplo, a Coreia do Sul testou seus cidadãos em massa em estacionamentos, enquanto o Japão por muito tempo só testava pacientes com quatro dias de febre e pessoas que tiveram contato com infectados.

Outros costumes em muitos países asiáticos, como cumprimentar e dizer adeus sem apertar a mão, também não podem ser tratados como fator decisivo no caso de um vírus transmitido pelo ar.

 

A ciência agora se concentra em outras diferenças entre Ocidente e Oriente, a fim de melhor conter o vírus globalmente.

5fb88bc3a634d9b4

Ainda no final de janeiro, a Mongólia fechou os pontos de passagem terrestre ao longo da fronteira com a China para se defender do coronavírus

Por exemplo, pesquisadores do Instituto Japonês de Doenças Infecciosas descobriram que o vírus Sars-CoV-2 sofreu modificações genéticas em sua distribuição regional.

As primeiras infecções no Japão e no cruzeiro marítimo "Diamond Princess" no porto de Yokohama foram claramente derivadas do coronavírus de Wuhan, na China.

Mas a segunda onda de infecção no Japão, a partir de abril, foi devido a um vírus que entrou no país com viajantes vindos da Europa. Uma pesquisa da Universidade de Cambridge confirmou este resultado.

Uma equipe de pesquisa americana do Laboratório Nacional de Los Alamos estuda a possibilidade de que uma mutação poderia ter tornado o vírus mais contagioso na Europa e na América.

 

Em meio à discussão, o professor Tatsuhiko Kodama, médico da renomada Universidade de Tóquio, chamou a atenção para os estudos do Instituto La Jolla de Imunologia da Universidade da Califórnia. 

3cae3870b9ae3bc0

Turistas cruzam Aeroporto Internacional de Suvarnabhumi, em Bangcoc, na Tailândia, usando máscaras de proteção contra coronavírus

De acordo com esses estudos, muitas pessoas na Ásia Oriental aparentemente possuem anticorpos eficazes contra o novo coronavírus.

Segundo o especialista, muitos vírus influenza e corona do passado tiveram origem no sul da China e causavam resfriados virais nos países vizinhos.

"Portanto, seu sangue contém glóbulos brancos que podem combater vírus relacionados, como o Sars-CoV-2", afirma Kodama.

A resposta imunológica não é perfeita, comenta ele, mas o corpo dessas pessoas pode lidar com uma certa quantidade de um tipo similar de vírus.

 

Tasuku Honjo, prêmio Nobel de Medicina, pensa de forma semelhante. 

23f70c774fc76e05

As pessoas na Ásia, afirma ele, são muito diferentes das ocidentais no que se refere a genes que controlam a resposta do sistema imunológico a um vírus.

Isso não quer dizer, alerta o médico Kodama, que o povo da Ásia Oriental está seguro. Um vírus mutante pode ser tão mortal para a população do Extremo Oriente quanto da Europa.

 

Outra explicação popular no Japão para as diferenças entre Oriente e Ocidente é menos convincente.

Diz que as pessoas do leste asiático estão mais bem protegidas contra a tuberculose por causa da vacinação compulsória, que geralmente fortalece o sistema imunológico contra vírus em geral, enquanto a chamada vacina BCG é apenas voluntária em muitos nos países ocidentais.

Mas desbanca essa tese o fato de as taxas de vacinação BCG na França serem tão altas quanto no Japão, enquanto as taxas de mortalidade francesas para o covid-19 serem muito mais altas.

A afirmação do ministro das Finanças nacionalista japonês de que o Japão é "culturalmente superior" ao Ocidente se refere provavelmente não só ao uso voluntário generalizado de máscaras, mas também ao nível geralmente mais elevado de saúde pública.

Apenas 4% dos japoneses e 5% dos sul-coreanos são obesos. De acordo com dados da OMS, esta taxa é superior a 20% na Europa Ocidental e mais de 36% nos EUA.

Mas não há evidências científicas até o momento para uma correlação direta entre a taxa de mortalidade por sars-CoV-2 e a alta obesidade.

Fonte: Deutsche Welle

43aa178f3b56c981

MAIS NOTÍCIAS

TikTok ganha força no mundo e supera Facebook e Instagram​

Como a pandemia afeta o presente e o futuro das startups brasileiras​

Capas com as manchetes dos principais jornais nacionais desta quinta (11)​

Imagens de satélite indicam que covid-19 pode ter se espalhado mais cedo em Wuhan

Teletrabalho ganha força durante pandemia; até abril, 59 países já haviam adotado​

Manifestantes voltam a tomar ruas de Hong Kong​

Inmetro muda revisão obrigatória de taxímetros e reduz burocracia​

Assista à Terra girando em movimento de rotação em timelapse centralizado no céu

OMS diz que houve mal-entendido e que assintomáticos podem transmitir o vírus​

São Paulo: comércio de rua deve reabrir nesta quarta-feira (10) e shoppings na quinta​

Estreia do programa Circuito Off Conexões com entrevista de Tiago Abravanel; veja​

CONEXÃO TURISMO | Edição de 09 de junho​

Companhias já aderem ao home office permanente

Galaxy A11 e Galaxy A21s chegam ao Brasil com preços a partir de R$ 1.699​

Rio de Janeiro: Justiça suspende flexibilização do Estado e da Prefeitura​

IBM se une a centros de pesquisa para acelerar combate à Covid-19 no Brasil

Arábia Saudita nomeia pela primeira vez 53 mulheres no cargo de juízas​

Twitter e Facebook apagam post de Trump por infringir direitos autorais​

7 fatos sobre a Gripe Espanhola no Brasil​

Diário de oficial nazista revela a localização de tesouro nazista escondido na Polônia​

Os melhores apps do mês para Android e iOS​

O maior e mais antigo monumento da civilização maia é descoberto no México​

Rio de Janeiro reabre shoppings, bares, igrejas, estádios e pontos turísticos​

Com pandemia, Brasil registra abertura de mais de uma loja virtual por minuto

Latam pode demitir 700 pilotos no Brasil, Gol fecha acordo e Azul vê dias difíceis

Veja como os restaurantes estão reabrindo em alguns países

Como funcionarão os testes da vacina de Oxford contra a Covid-19 no Brasil

Autores de estudo publicado na Lancet contra a hidroxicloroquina retiram artigo​

Como Dinamarca e vizinhos nórdicos lidam com a reabertura pós-pandemia​

Despesas com juros do cheque especial podem cair R$ 7,2 bi em 12 meses

Três em cada quatro hotéis brasileiros devem retomar atividades em junho e julho​

Sergipanas recorrem mais que os homens ao ambiente digital para fazer negócios​

O novo mundo dos eventos de negócios

O futuro do cinema: há um cenário pessimista para o pós-pandemia​

Três empresas aéreas regionais anunciam retomada de voos no país​

10 livros intensos e envolventes para você ler rapidinho

"Supera Turismo Brasil": conheça o movimento lançado pelo trade turístico nacional​

Gol retoma o serviço de bordo em seus voos; veja também outras notícias do turismo​

O Céu em junho é ideal para observar Mercúrio e o centro da Galáxia; veja calendário​

Coronavírus: a Noruega se pergunta se deveria ter sido mais como a Suécia​

Transposição do São Francisco avança e água deve chegar neste mês ao Ceará​

Flexibilização do confinamento prossegue na Europa; veja reportagem

Alcoolismo feminino: iniciativas virtuais aparecem para ajudar na pandemia​

Covid Dreams: como a pandemia tem influenciado os nossos sonhos

Pandemia pode levar 86 milhões de crianças à pobreza até o final do ano

Luana Piovani fala sobre sexo e admite: ''Já dei muito por educação''​

Estudo mostra marcas mais consumidas do mundo; Coca-Cola lidera pelo 8º ano​

Paraguai e Uruguai: os 2 casos de sucesso no combate ao Covid-19 na América do Sul​

Tratamento com Hidroxicloroquina: Índia apoia uso profilático; França veta uso em hospitais

O que é o teleaborto, que vem crescendo nos EUA durante a pandemia

Michael Levitt, Nobel de Química:"lockdown" mata mais do que salva vidas

Picasso por 100 euros: a mulher que ganhou quadro de R$ 6,1 milhões em rifa

Firjan Senai oferece cursos de aperfeiçoamento para todo o país

Leandro Karnal: "Pelos que rastejam" (muitos gostariam de ter a vida que você tem)​

Os efeitos da Pandemia na maneira como as pessoas usam aplicativos de encontro

Startup que aluga apartamentos por hora explode na quarentena​

9 invenções que foram criadas muito antes do que você provavelmente imagina

Idosos se reinventam com ensino superior e driblam as dificuldades do isolamento

Os 13 livros e as séries que Bill Gates recomenda para 'escapar' de realidade da pandemia

Britânicos que produzem vacina farão testes com 10 mil adultos e crianças​

Latam retoma voos internacionais e 74 nacionais em junho; usuário terá mais flexibilidade

Pesquisa: uma a cada 6 crianças na Espanha teve depressão durante a pandemia​

Pesquisa: home office é aprovado por 80% dos gestores de empresas no país​

Confira as possíveis mudanças em viagens aéreas após a pandemia

Ministério do Turismo divulga cursos a distância gratuitos de instituições públicas

Azul elevará número de voos e destinos em junho

Premiê da Nova Zelândia propõe semana com 4 dias de trabalho para recuperar a economia​

Banco Mundial: pandemia pode empurrar 60 milhões para a extrema pobreza

Hoteleiras caem no ranking das maiores empresas de capital aberto do mundo

Saiba quais são os três setores que provavelmente sumirão por conta do coronavírus

Psiquiatras alertam para 'tsunami' de problemas de saúde mental em meio à pandemia

Descoberta em Marte: novas evidências de rios antigos encontradas no planeta

Drones: a tecnologia a favor da vida, entregando remédios e monitorando aglomerações

Cachorros também passam pela adolescência, diz estudo

O destinos das torres de escritórios após a pandemia

O que se sabe sobre o misterioso avião orbital da Força Aérea dos EUA

Unicef alerta: por restrições à circulação, mais de 6.000 crianças podem morrer por dia no mundo​

ONU: serviços de saúde mental devem ser parte essencial na pandemia; veja vídeo

Sebrae oferece consultorias gratuitas aos empresários

Fotógrafo dedica-se a registrar pessoas que parecem gêmeas, mas nem parentes são

ONU: interrupções em serviços de HIV podem causar 500 mil mortes adicionais por AIDS

Por que ver documentários sobre natureza pode fazer bem à mente na quarentena​

Os segredos da cidade "mais verde" do mundo; São Paulo ocupa surpreendente 5º lugar

Quem ficou com a fortuna bilionária de Hitler?​

Por que o Polo Norte Magnético da Terra está migrando do Canadá para a Rússia​

Retratos da Real Beleza: você é mais bonita do que pensa ser

Fotógrafo brasileiro retrata as mudanças no rosto dos amigos após 3 taças de vinho

Viagem ao Centro da Terra: o buraco mais profundo já cavado na história

Desmatamento na América do Sul está mais lento, segundo a ONU

Imagine a miséria pós-pandêmica das viagens de negócios​

5 pontos para entender o pensamento de Maquiavel

Insônia: como dormir bem em tempos de quarentena e pandemia

O que será das viagens aéreas após a pandemia do coronavírus​