• 38d00d7c80eef978
19 de Novembro de 2017

Saúde

ASN
23:25
08/11/2017

Governo de Sergipe e Funesa formam mais de 40 técnicos na área da saúde

Profissionais receberam formação como Técnico em Enfermagem e Técnico em Prótese Dentária, ambos pela Escola Técnica de Saúde do SUS em Sergipe (Etsus/SE), gerida pela Funesa

 

O Sistema Único de Saúde (SUS) pode contar, agora, com mais 45 profissionais bem qualificados para atuarem ou continuarem atuando na rede.

Isso porque o Governo do Estado de Sergipe, através da Secretaria de Estado da Saúde e da Fundação Estadual de Saúde (Funesa), formou, nesta terça-feira, 7, duas turmas do Curso Técnico em Enfermagem e uma turma do Curso Técnico em Prótese Dentária, ambos da Escola Técnica de Saúde do SUS em Sergipe (Etsus/SE), gerida pela Funesa.

A solenidade de colação de grau aconteceu no Auditório Antônio Vieira da Silva Neto e contou com a presença do diretor-geral da Funesa, Adriel Alcântara, da coordenadora do Núcleo de Educação Permanente da SES, Lavínia Aragão, do coordenador do Curso de Odontologia da Universidade Federal de Sergipe (UFS), Cleverson Trento, e da presidente do Conselho Estadual de Educação (CEE), Luciana Boamorte, além das representantes da Secretaria Municipal de Saúde de Aracaju e do Colegiado de Secretários Municipais de Saúde (Cosems).

Adriel Alcântara, em seu discurso, destacou a educação como um pilar importantíssimo para Funesa.

 

“O processo de ensino/aprendizagem está na origem da nossa Fundação. E tudo que diz respeito a isso é fundamentalmente importante no nosso dia a dia de trabalho.

Mais há uma coisa que me deixa ainda mais feliz por isso, que é ver a formação de pessoas que eu sei que vão doar aquilo que puderem para realizar um trabalho digno, honroso e humano.

Estamos formando turmas por uma escola de saúde pública voltada para o SUS”, frisou.

 

De acordo com o coordenador da Etsus/SE, Alessandro Soledade Reis, a formação dos discentes que passam pela escola é voltada para sua totalidade, principalmente no que diz respeito à humanização.

 

“Essa é a quarta turma que estamos formando dessa primeira leva. Como a gente costuma dizer na escola, é a formação técnica para além do tecnicismo.

A Funesa e a Etsus se preocupam em estar construindo conhecimento com os alunos. Se preocupam com esse sujeito, cidadão, inserido nesse contexto social”, explicou.

 

Para Iracele Santa dos Santos Teles, formada no Curso Técnico em Enfermagem, a qualificação traz boas e novas perspectivas na vida profissional.

 

“A maioria dos discentes do Curso deEnfermagem já trabalha na área da saúde, como Agentes Comunitários de Saúde, Agentes de Endemias, Auxiliares de Saúde Bucal.

Eu fiz o concurso para o Hospital Universitário de Lagarto, que é a nível federal, então é uma oportunidade de uma grande mudança de vida”, revelou.