• F9fb45c18d8bfc00
  • 117370fc98312d4c
  • 5b7ad8a92a7264b8
29 de Outubro de 2020

Saúde

Edição: Hugo Julião
05:21
13/09/2020

Por que o Brasil é considerado o ‘laboratório perfeito’ para testar imunização contra covid-19

Um dos países mais afetados pela pandemia do coronavírus, o Brasil se tornou um campo de provas de vacinas contra a covid-19.

O país, que tem mais de 4 milhões de casos confirmados de covid-19, é considerado pelos cientistas que estudam imunização como uma "oportunidade de ouro".

Duas das vacinas consideradas as mais promissoras e avançadas contra o coronavírus estão sendo testadas no país: a da Universidade de Oxford em parceria com a farmacêutica AstraZeneca e a da empresa chinesa Sinovac.

E outras duas, das farmacêuticas norte-americanas Johnson & Johnson e Pfizer receberam, recentemente, autorização das autoridades brasileiras para começar os ensaios clínicos no país.

Eb9a1c27e0611555

Várias vacinas que estão em fase de testes estão sendo testadas no Brasil (Foto: Getty Images)

Diante dos testes com diferentes vacinas, autoridades esperam que os brasileiros possam estar entre os primeiros imunizados contra o coronavírus.

Até cogitam a possibilidade de produzir internamente essas vacinas e exportá-las para o resto da América Latina.

 

Mas por que o Brasil é considerado um "laboratório ideal' para que sejam feitos ensaios clínicos de vacinas?

Especialista em epidemiologia e imunização da Universidade George Washington, nos Estados Unidos, Jon Andrus, que foi vice-diretor da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS), afirma que altas taxas de transmissão comunitária do vírus, como acontece no Brasil, estão entre os principais critérios para poder testar uma vacina.

B4836a3ee4bbcdb3

Jon Andrus, especialista em epidemiologia e imunização da Universidade George Washington, nos Estados Unidos

Ele explicou à BBC News Mundo (serviço em espanhol da BBC) que há também outras razões pelas quais o Brasil é considerado um cenário perfeito para a pesquisa sobre a imunização.

"Certamente, é necessária uma situação em que haja uma forte prevalência de uma enfermidade para poder provar a eficácia de uma vacina.

Mas penso que no Brasil há uma tempestade quase perfeita para os ensaios, porque além da alta prevalência da covid-19, o país tem uma longa história de excelência em saúde pública, com instituições de pesquisas reconhecidas mundialmente, como a Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz) no Rio de Janeiro, que há décadas realiza pesquisas e ensaios", afirma o especialista.

A Fiocruz tem participado ativamente das pesquisas e da produção da vacina de Oxford.

Outra instituição brasileira reconhecida mundialmente é o Instituto Butantan, de São Paulo, que está participando das pesquisas e da produção da vacina chinesa Sinovac.

038cf196629042fc

O Instituto de Tecnologia em Imunobiológicos (Bio-Manguinhos) é a unidade da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) responsável por pesquisa, inovação, desenvolvimento tecnológico e pela produção de vacinas, reativos e biofármacos

Um ponto no qual o Brasil se destaca é a experiência e força de seus programas nacionais de imunização e a sua tradição na produção de vacinas.

A fábrica de Bio-Manguinhos, da Fiocruz, é um dos maiores centros de produção de vacinas da América Latina.

Nela são processadas milhões de doses de vacinas contra febre amarela, tuberculose, sarampo, entre outras enfermidades.

79db4051962a3d3a

Localizado na cidade de São Paulo, o Instituto Butantan é o principal produtor de imunobiológicos do Brasil.  As atividades de desenvolvimento tecnológico na produção de insumos para a saúde estão associadas, basicamente, à produção de vacinas, soros e biofármacos para uso humano

Já o Instituto Butantan é, atualmente, o principal produtor de vacinas contra influenza ou gripe no hemisfério sul, com capacidade para produzir 100 milhões de doses.

"É importante destacar que o Brasil tem um enfoque estratégico para se tornar autossuficiente na produção de vacinas

Há três décadas, os vários governos brasileiros reforçam e investem na capacidade pública nacional, por isso quase todos os laboratórios de vacinas são financiados com dinheiro público", diz Cristiana Toscano, integrante do grupo de especialistas para consulta da OMS referente a vacinas contra a covid-1 e professora da Universidade Fedeal de Goiás.

A maioria das vacinas no Brasil, ressalta a pesquisadora, é produzida localmente ou os especialistas tentam estabelecer mecanismos para transferência de tecnologia com grandes empresas farmacêuticas.

E é exatamente isso que está sendo negociado agora com as vacinas de Oxford e Sinovac: transferir a tecnologia ao país para que essas vacinas sejam produzidas localmente.

Com informações da BBC Mundo

4cf5eb477efca53b

MAIS NOTÍCIAS

Tempestade no Golfo do México pode se tornar furacão nesta segunda-feira (14)

Aracaju é reprovada como cidade inteligente

Setembro Dourado chama atenção para câncer em crianças e adolescentes

Meio milhão de pessoas recebem ordem de retirada no Oregon, na Costa Oeste dos EUA

Vídeo: Luiz Felipe Pondé fala sobre 'fiscais' da quarentena e negacionistas

Premier League busca afastar-se do Black Lives Matter; hinos geram polêmica na NFL

Vacina contra o coronavírus: como será a colossal e complexa missão de distribuí-la pelo mundo

Seis meses depois, pandemia poupa apenas 10 países e, para muitos, Covid-19 não existe

Novo avião sustentável em formato de "V" completa primeiro voo de teste

Setor de eventos retomará suas atividades em Sergipe a partir de 21 de setembro, com restrições

“Black Mirror” da vida real: brasileiro funda startup para recriar pessoas mortas

Itaú lança crédito imobiliário indexado ao rendimento da poupança

Daniel Cabral vence a 4ª eliminatória do programa Talentos da TV Cultura; veja o vídeo

Vendas do comércio crescem 5,2% de junho para julho, diz IBGE

Incêndio atinge área do Porto de Beirute um mês após grande explosão

Turismo de isolamento ganha mais adeptos e opções de hospedagem; veja algumas

Sebrae reabre com atendimento presencial por agendamento a partir desta quinta (10)

Não é no Brasil, é na França: fraudes em benefícios sociais explodem no país

 

Jovens portugueses processam países europeus devido ao aquecimento global

China quer construir cidade sustentável, inteligente e antipandemia

Empresa constrói casa de dois andares com maior impressora 3D da Europa

Supercopa da Uefa marca volta de torcedores a competições europeias

Exposição de Darwin em Londres será revista porque pode ser ofensiva e racista

Setembro Amarelo: "Na Direção da Vida", campanha chama atenção para doenças mentais e suicídio

Curva de óbitos não indica segunda onda na maioria dos países

Desempregados conseguem trabalho após usar máscara de proteção como anúncio

Um em cada quatro brasileiros resiste à ideia de tomar vacina contra a covid-19

Pentágono reafirma vitória da Microsoft em contrato de US$ 10 bi para nuvem

 

OMS: "Quarentenas são um instrumento pesado, que causaram grandes prejuízos em muitos países"

 

Oito vezes maior que a de agosto do ano passado, captação da poupança bate recorde

 

As marcas que são donas de (quase) tudo que você compra no supermercado

Ayrton Senna vai ser tema de série da Netflix, a ser lançada em 2022

Estudo brasileiro: corticoide reduz gravidade de efeitos da covid-19

Senado aprova MP com crédito de R$ 5 bilhões para setor de turismo

Zoom ultrapassa a IBM e atinge o valor de mercado de US$ 125 bilhões (cerca de R$ 673 bilhões)

Após 125 anos, processo movido por princesa Isabel para reaver o Palácio Guanabara chega ao fim

Empresa japonesa realiza teste bem-sucedido de carro voador tripulado

Apple deve lançar novos modelos de iPhone 5G e espera vender 75 milhões de unidades

 

Pandemia provocou saída de 254,5 mil usuários de planos de saúde

Carros elétricos 'aceleram', e Brasil dá largada na corrida pelo níquel

Dona do TikTok precisa de aprovação do governo chinês para vender as operações nos EUA

Artigo: Marketing exerce hoje a função de censura social, política e de mercado

Barretos deixa de realizar a Festa do Peão de Boiadeiro; é a primeira vez desde 1956

Torcida volta ao estádio em jogo do Chelsea, na Inglaterra

Esta é a aparência do 1º dinossauro encontrado com esqueleto completo

Método pode reduzir incidência de dengue em até 77%, mostra estudo

5 maneiras de evitar pegar covid-19 em ambientes fechados

França estende gratuidade de contraceptivos a menores de 15 anos

Pesquisa Sebrae / Abrasel: 7% dos bares e restaurantes fecharam devido à pandemia

A eterna quarentena na Argentina e suas consequências

FGV: Confiança dos Serviços avança, mas retomada ainda é lenta

SpaceX é escolhida para lançar missão da NASA à Lua

Em reestruturação, Coca-Cola oferecerá demissão voluntária a 4.000 funcionário

Globo desiste de renovar acordo e deve deixar de transmitir F-1 em 2021

 

este da Unesp identifica assintomáticos de covid-19 pela saliva

A maconha pode se tornar um dos principais produtos de exportação do Uruguai

Pela 1ª vez, China supera EUA na lista de maiores empresas do mundo em faturamento

Rússia divulga vídeo da explosão da maior bomba nuclear de todos os tempos

Lançado há 10 anos, filme de Flordelis agora constrange seu elenco de famosos

China: Ministério da Agricultura emite alerta de urgência para tufão Bavi

Pesquisa da CNI diz que confiança da indústria cresce em 28 setores

China: confinamento com portas trancadas por fora e pessoas algemadas

INSS amplia pagamento do auxílio-doença sem perícia

Servidores no Brasil concentram 6 das 10 ocupações mais bem pagas

JBS desbanca Petrobras e se torna maior empresa do país em receita

Festival de Cinema de Berlim de 2021 será presencial mas com mudanças

Respirador projetado pela Nasa será produzido e comercializado no Brasil

Agência reguladora dos EUA autoriza uso de plasma para tratar Covid-19

Nasa investiga anomalia no campo magnético da Terra que pode provocar caos nas comunicações