• 1ac5219d17983e02
  • 3daa745655179be6
06 de Agosto de 2020

Saúde

Redação / Hugo Julião
19:33
18/05/2020

Psiquiatras alertam para 'tsunami' de problemas de saúde mental em meio à pandemia

Os psiquiatras alertam para um "tsunami" de problemas de saúde mental devido à pandemia de coronavírus.

Os médicos estão particularmente preocupados com o fato de crianças e idosos não receberem o apoio de que precisam devido ao fechamento de escolas, ao isolamento social e ao medo de hospitais.

Fatores como a solidão, o medo da covid-19 e incertezas quanto ao futuro agravam doenças mentais pré-existentes e criam novos problemas para pessoas até então saudáveis

Em uma pesquisa feita no Reino Unido, os psiquiatras relataram aumento no número de atendimentos de emergência relacionados à doenças mentais e uma queda nas consultas de rotina.

Eles afirmam que muitas pessoas deixaram de procurar ajuda mesmo com os serviços de saúde mental ainda abertos, e por isso acabaram chegando ao ponto em que atendimentos de emergência foram mais necessários.

E536fb2afa100b6d

Adolescentes e idosos podem não estar tendo antedimento adequado em meio à pandemia (Imagem:Science Photo Library)

'Os pacientes evaporaram'

"Já estamos vendo o impacto devastador da covid-19 na saúde mental, com mais pessoas em crise", diz a professora Wendy Burn, presidente do Royal College of Psychiatrists (Colégio Real de Psiquiatras), no Reino Unido.

"E estamos muito preocupados com as pessoas que precisam de ajuda agora, mas não estão conseguindo. Nosso medo é que o 'lockdown' (fechamento total de comércio e serviço) esteja fazendo com que as pessoas guardem problemas que poderiam levar a um 'tsunami' de doenças mentais depois".

Dee29a8cd5ed960f

(Foto: Gerd Altmann/Pixabay)

A pesquisa da instituição, feita com 1.300 médicos de saúde mental de todo o Reino Unido, constatou que 43% haviam visto um aumento em casos urgentes, enquanto 45% relataram uma redução nas consultas de rotina.

"Na psiquiatria da velhice nossos pacientes parecem ter evaporado, acho que as pessoas têm medo demais de procurar ajuda", disse um psiquiatra.

Outro escreveu: "Muitos de nossos pacientes desenvolveram distúrbios mentais como resultado direto da interrupção da rotina gerada pelo coronavírus, do isolamento social, do aumento do estresse e da falta de remédios".

 

16bdad73b91261d3

"Estamos preocupados que crianças e jovens com doença mental que possam estar com dificuldades não estejam recebendo o apoio de que precisam", diz Bernadka Dubicka, que preside a faculdade de psiquiatria infantil e adolescente do Royal College of Psychiatrists. 

"Precisamos passar a mensagem e deixar claro que os serviços ainda estão abertos."

Tanto do Reino Unido quanto no Brasil, o atendimento psicológico continua funcionando e pode inclusive ser feito à distância, através de plataformas de videochamada.

No entato, o uso da tecnologia para chamar um médico durante o bloqueio é difícil para algumas pessoas mais velhas, explica Amanda Thompsell, especialista em psiquiatria para idosos.

Idosos também costumam ser "relutantes" em procurar ajuda, e sua necessidade de apoio à saúde mental provavelmente é maior do que nunca, diz ela.

79d24cb3476859bc

'Prioridade clara'

A instituição de saúde mental Rethink Mental Illness disse que as preocupações levantadas pelos especialistas são apoiadas por evidências de que as pessoas estão convivendo com mais doenças mentais.

Em uma outra pesquisa feita no país, a maioria das pessoas disse que sua saúde mental piorou desde o início da pandemia, devido à interrupção de rotinas e estretégias que elas utilizavam para controlar problemas de saúde mental como depressão, ansiedade, pânico, entre outros.

"O NHS (sistema de saúde público do Reino Unido) está fazendo um trabalho incrível nas circunstâncias mais difíceis, mas a saúde mental deve ser uma prioridade clara", diz Danielle Hamm, da instituição de caridade.

"É preciso investimentos para garantir que os serviços possam lidar com esse aumento antecipado da demanda."

Segundo ela, sem o atendimento adequado no momento, pode levar anos para que algumas pessoas se recuperem dos problemas mentais gerados pela pandemia. 

Fonte: BBC News com Época Negócios

44a3564ddfdb7674

MAIS NOTÍCIAS

Descoberta em Marte: novas evidências de rios antigos encontradas no planeta

Coronavírus: vacina contra tem resultados positivos em testes em humanos

18ª Semana Nacional de Museus tem programação virtual

Revista Advogados chega a sua 7ª edição, agora em formato digital; confira os destaques

Sebrae amplia apoio ao MEI para superar a crise do coronavírus

Drones: a tecnologia a favor da vida, entregando remédios e monitorando aglomerações

As "filas da fome" em Madrid

Cachorros também passam pela adolescência, diz estudo

O destinos das torres de escritórios após a pandemia

Estudantes brasileiros estão entre os 20 finalistas de prêmio mundial de inovação

Covid-19: o Brasil tem 59 mortes por um milhão de habitantes; veja comparação com 7 países

Pesquisadores de Israel criam teste que detecta coronavírus em um minuto

O que se sabe sobre o misterioso avião orbital da Força Aérea dos EUA

Sebrae lança mentoria para ajudar pequenos negócios a aumentar vendas online

Unicef alerta: por restrições à circulação, mais de 6.000 crianças podem morrer por dia no mundo​

ONU: serviços de saúde mental devem ser parte essencial na pandemia; veja vídeo

Sebrae oferece consultorias gratuitas aos empresários

Com restrições, Gramado e Canela reabrem hotéis e atrações turísticas​

Futebol: Serie A italiana volta dia 13 de junho

Fotógrafo dedica-se a registrar pessoas que parecem gêmeas, mas nem parentes são

ONU: interrupções em serviços de HIV podem causar 500 mil mortes adicionais por AIDS

Por que ver documentários sobre natureza pode fazer bem à mente na quarentena​

Os segredos da cidade "mais verde" do mundo; São Paulo ocupa surpreendente 5º lugar

Quem ficou com a fortuna bilionária de Hitler?​

Por que o Polo Norte Magnético da Terra está migrando do Canadá para a Rússia​

Retratos da Real Beleza: você é mais bonita do que pensa ser

Fotógrafo brasileiro retrata as mudanças no rosto dos amigos após 3 taças de vinho

Viagem ao Centro da Terra: o buraco mais profundo já cavado na história

Desmatamento na América do Sul está mais lento, segundo a ONU

Imagine a miséria pós-pandêmica das viagens de negócios​

5 pontos para entender o pensamento de Maquiavel

Insônia: como dormir bem em tempos de quarentena e pandemia

O que será das viagens aéreas após a pandemia do coronavírus​

Dicas de um astronauta da NASA para enfrentar o isolamento; veja vídeo​

Como Einstein, um físico totalmente apaixonado pela ciência, organizava seu tempo

Superação: com livros achados no lixo, ex-diarista entrou na faculdade de Direito e virou PM

Ao divulgar vídeos de fenômenos aéreos, Pentágono disparou o interesse pelos OVNIs​

Dr. Arthur Guerra: "A quarentena está mudando a nossa relação com o álcool"

O que diz um dos "pais" da internet sobre como nos proteger da obsolescência digital

 Paleontologistas revelam 'o lugar mais perigoso da história do planeta Terra' ​

Combate à fome no mundo: Covid-19 pode causar retrocesso de 20 anos

Pink Floyd: acesso gratuito a shows clássicos como Pulse de 1994; na íntegra​

Mapa compara o tamanho dos estados brasileiros à extensão de outros países​

A designer Becca Saladin interpreta como seriam os rostos da realeza do passado​

onheça as obras hiper-realistas de Samuel Silva, feitas apenas com esferográficas​

Conheça o trabalho da fotógrafa que captura sonhos com sua lente​

Tatiana Cobbett lança novo single do seu álbum "Lá & Cá"​

Veja os vídeos dos Beatles com as suas10 músicas mais ouvidas de todos os tempos

Uma história de quem apostou no velho vinil e encontrou um novo mercado

Observatório Edge: o mais alto mirante a céu aberto de Nova York e do hemisfério ocidental​

Invenções criadas por mulheres – e que nem sempre foram reconhecidas como tal​

Metade das praias do planeta pode sumir até o fim deste século, diz estudo​

Nasa recriou em 4K o que os astronautas da Apollo 13 viram ao contornarem a Lua​