• 127bf8004e74890b
  • 1d0626f9990040f2
  • 3ec06118e051044c
24 de Abril de 2019

Icone show tema livreTema Livre

Adiberto de Souza
11:00
07/02/2019

Coluna: Adiberto de Souza


Adiberto de Souza

 

Vida mansa

 

Diferentemente do contribuinte, que trabalha de sol a sol o ano inteiro, deputados estaduais e vereadores estão de férias desde o começo deste ano.

Eles chamam de recesso parlamentar esse longo período em que ficam sem fazer nada, embora recebendo mensalmente gordos salários.

Durante os meses em que dizem trabalhar, os políticos defendem principalmente os próprios interesses, sem contar que muitos deles são corruptos de carteirinha, que fazem da atividade política um meio para se locupletar. Para estes, a população que se lixe, pois só serve mesmo para reelegê-los em troca de cestas básicas.

É claro que há parlamentares sérios, comprometidos com as causas populares, mas são tão poucos que passam desapercebidos e nem sempre conseguem se reeleger porque se recusam a comprar votos.

Pior é que, enquanto não for feita uma reforma política séria nesse Brasil, políticos safados e corruptos vão continuar mamando nas tetas.

Homem, vôte!

 

Bem na fita

A proposta de instalação da CPI do Judiciário abriu generosos espaços na média nacional para o senador Alessandro Vieira (PPS).

No Twitter, o tema chegou à segunda posição dos assuntos mais comentados no Brasil.

Enquanto muita gente saiu em defesa da ideia, outros insinuaram que a CPI poderia ter sido articulada pelo ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, em represália à decisões recentes do Supremo Tribunal Federal.

Será?

 

Unhas afiadas

Faltando mais de um ano para as eleições, muitos correligionários do prefeito de Aracaju, Edvaldo Nogueira (PCdoB), já começaram a fustigar uns aos outros visando desgastá-los politicamente.

É como se fossem gatos afiando as unhas para defender sua parte na hora da ração.

Misericórdia!

 

Boa nova

Sergipe está entre os cinco estados nordestinos que começaram 2019 reduzindo os homicídios, latrocínios e as lesões corporais dolosas seguidas de morte.

No território sergipano, janeiro de 2019 terminou com diminuição de 30,4% dos crimes contra a vida, na comparação com o mesmo período de 2018.

Os outros estados que também reduziram a criminalidade foram Bahia (-21,7%), Rio Grande do Norte (-38,5%), Paraíba (-40%) e Alagoas (-32,7%).

Legal!

 

Consome menos

O consumidor está mais consciente na hora de comprar. Segundo estudo da agência global Havas, 85% da população entendem que o progresso não está em consumir mais, mas em consumir melhor, enquanto 75% acreditam que um consumo exagerado pode impor riscos ao planeta e à sociedade. 45% dos entrevistados, no entanto, disseram ser usual comprar itens e produtos de que não precisam. Crendeuspai!

 

Cutucando o aliado

Segundo o ainda presidente do PPS em Sergipe, Clóvis Silveira, todos os políticos iniciantes acham que estão preparados para fazer um Brasil melhor.

São cheios ideias mirabolante, achando que podem tudo, quando na realidade não podem quase nada”, fustiga.

Há quem jure que o alvo desta indireta de Clóvis é o senador Alessandro Vieira (PPS).

Marminino!

 

Saúde em debate

A Prefeitura de Socorro deve firmar convênio com o Ipesaúde visando garantir atendimento médico-hospitalar aos servidores municipais e seus familiares.

Este assunto será tema da reunião, marcada para hoje, entre o presidente do Ipesaúde, Christian Oliveira, o prefeito socorrense, Padre Inaldo (PCdoB), e o presidente da Assembleia, deputado estadual Luciano Bispo (MDB).

 

Sangue novo

O presidente da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis Sergipe, Antônio Carlos Franco Sobrinho, é o novo coordenador da Câmara Empresarial de Turismo.

Ele foi empossado pelo presidente do Sistema Fecomércio/Sesc/Senac, deputado federal Laércio Oliveira (PP).

A Câmara é um instrumento dos empresários para fortalecer o trade turístico sergipano.

Segundo Laércio, “essa somação de forças será importante para a recuperação do setor”.

Melhor assim!

 

Juiz experiente

O juiz federal Luiz Antonio Bonat, sucessor do ministro Sergio Moro nos processos da Operação Lava-Jato, foi o mesmo que, no ano 2000, tornou réu o ex-governador de Sergipe, João Alves Filho (DEM) no caso Banestado.

Segundo o jornal Valor Econômico, o demista era acusado de ter acertado um empréstimos em favor de sua empresa com o banco paranaense.

Posteriormente, Alves Filho obteve decisão favorável do Superior Tribunal de Justiça, que trancou a ação e arquivou o caso.

Aff Maria!

 

Leite derramado

E quem está preocupado com o fim da barreira tarifária para o leite em pó importado é o deputado federal Fábio Mitidieri (PSD).

Segundo ele, a medida causará graves prejuízos aos produtores de leite. O parlamentar lembra que o agronegócio foi importante para a vitória do presidente Jair Bolsonaro (PSL).

Diante disso, Mitidieri fez apelou ao governo para rever a medida.

Então, tá!

 

Recorte de jornal

7f55afc39c3bccd3

Publicado no jornal aracajuano Correio de Aracaju, em 15 de dezembro de 1912.

 

Resumo dos jornais