• 38d00d7c80eef978
23 de Novembro de 2017

Icone show turismoTurismo

ASN
18:18
28/08/2017

Equipe da secretaria de Turismo avalia pontos turísticos de Laranjeiras

Uma das obras importantes do Programa Nacional do Desenvolvimento do Turismo em Sergipe – Prodetur/SE – é a recuperação e reforma do Museu Afro Brasileiro de Sergipe. A licitação já está em andamento e contempla a recuperação total do prédio

Foto: Ascom/Setur

 

O município de Laranjeiras, a 20 km de Aracaju, guarda em suas ruas e em seus prédios uma parte importante da história de Sergipe. Com uma arquitetura colonial, o pequeno município, de pouco menos de 30 mil habitantes, é composto por muitos museus, igrejas, casarios centenários, ruas pavimentadas da época do império, e recheada de tradições e culturas.

Na última sexta-feira, 25, uma equipe da secretaria de Estado do Turismo esteve no município, avaliando pontos que receberão investimentos do governo do Estado para a promoção do turismo.

 

“O governador Jackson Barreto tem feito algumas determinações para o turismo. Em Laranjeiras, já estamos realizando capacitações e serão realizadas algumas obras importantes”, explicou o secretário do Turismo, Fábio Henrique.

 

Uma das obras importantes do Programa Nacional do Desenvolvimento do Turismo em Sergipe – Prodetur/SE – é a recuperação e reforma do Museu Afro Brasileiro de Sergipe.

A licitação já está em andamento e contempla a recuperação total do prédio. Esse museu foi criado em 1976, instalado em um sobrado do século XIX e tombado como patrimônio Arquitetônico, Urbanístico e Paisagístico pelo Iphan.

No pavimento térreo, encontram-se a recepção e as salas onde estão dispostos os acervos temáticos do período escravocrata; já o pavimento superior, revela uma sala dos orixás, sala com elementos religiosos africanos e uma sala com móveis da Casa Grande. 

 

Roteiro turísticos
A equipe do Turismo iniciou a visita técnica pela Casa do Artesanato, onde conversou com os artesãos para saber das dificuldades.

 

 

O estuário do Rio Cotinguiba foi a sequência do roteiro, era pelo rio que as mercadorias e os escravos chegavam ao município.

Não se pode deixar de visitar a Prefeitura, que foi o casarão que abrigou Dom Pedro em sua passagem pelo estado, e logo em sua calçada existe uma estátua em homenagem ao poeta laranjeirense João Sapateiro.

Bem ao lado, ficam os prédios coloniais que abrigam o Mercado das Carnes e o Campus da Universidade Federal de Sergipe; no meio, está o Marco Zero, local onde os escravos eram comercializados.  

Subindo o calçadão, o visitante se depara com casarios centenários, tombados pelo Patrimônio Histórico, onde o comércio local está montado sendo preservadas as características originais das fachadas.

A equipe visitou a Casa do Folclore Zé Cadumga, onde são apresentadas as tradições culturais e as danças dos grupos folclóricos. 

 

Turismo Religioso
Sergipe tem sido descoberto para o turismo religioso e Laranjeiras congrega diversas religiões, com aspectos e reconhecimentos.

 

“O turismo religioso movimenta uma importante receita, principalmente em tempos de crise. Ela gera muitos empregos e reforça a economia dos municípios.

Em Laranjeiras, é forte a presença da igreja católica, mas há aspectos fortes da igreja evangélica e do candomblé”, detalhou o secretário Fábio Henrique.

 

A visita técnica para o turismo religioso iniciou pela primeira igreja evangélica presbiteriana de Sergipe, fundada em 1884, e mantém a arquitetura da sua fundação.

Os católicos encontram reforço nas mais de vinte igrejas; com destaque para a igreja Matriz Sagrado Coração de Jesus, a Igreja da Fazenda Comondaroba, a Igreja Senhor do Bomfim; além do Museu de Arte Sacra.

O candomblé sergipano também tem suas raízes em Laranjeiras, no terreiro “Filhos de Obá”. Esse é o primeiro terreiro de Sergipe e o único que é patrimônio histórico do Estado.