• 83ab251c9fc76cfb
18 de Agosto de 2018

Icone show turismoTurismo

Redação
14:09
01/08/2018

Evento debate formalização do Turismo no Brasil

Começou ontem, terça-feira (31), em Brasília, o 10º Encontro de Coordenadores do Cadastur, o cadastro oficial de prestadores de serviços turísticos do Ministério do Turismo.

Reunidos até o próximo dia 02 na sede da Embratur, representantes da Pasta e de secretarias estaduais de Turismo de todo o país debatem o alinhamento de ações voltadas à formalização e fiscalização dos empreendimentos do setor.

Representantes do MTur falam sobre regularização do setor (Crédito: Juliana Oliveira/Divulgação MTur)

Entre setembro de 2017 e maio deste ano, 1.300 meios de hospedagem de 24 capitais foram alvos da Operação Verão Legal do MTur, que identificou e notificou 940 irregulares.

O diretor do Departamento de Formalização e Qualificação da Pasta, Gentil Venâncio Filho, citou benefícios do movimento de regularização.

“Unindo esforços, vamos disponibilizar toda uma estrutura de turismo legalizada, desde hospedagem a outros serviços”, observou.

O Cadastur possui atualmente cerca de 72.400 registros em todo o território nacional.

Além dos meios de hospedagem, a Lei Geral do Turismo obriga a realização do cadastro no sistema para mais seis ramos do segmento: acampamentos turísticos, agências de turismo, empresas organizadoras de eventos turísticos, guias de turismo, parques temáticos e transportadoras turísticas.

Juliana Maia, representante da Secretaria de Turismo da Bahia e coordenadora regional do Cadastur no estado, enfatizou que a regularização favorece todos os envolvidos com a atividade turística.

“Isso é bom para o empresário da área e para o turista. A formalização é importante para gerar mais empregos, fazer com que turistas visitem os estados e que isso possa alavancar a economia de cada um deles”, apontou.

Na reunião, técnicos do MTur expuseram outras iniciativas que contemplam a qualificação de serviços.

Uma delas foi o Prodetur + Turismo, linha de crédito do BNDES que disponibiliza R$ 5 bilhões a estados, municípios e empresários. A coordenadora de Cadastramento e Fiscalização do ministério, Tamara Galvão, defendeu empenho pela integração de ações.

“É muito importante porque você propaga a política nacional de turismo e potencializa resultados para o País”, sublinhou.

 

Modernização

Desde março deste ano, uma nova versão do Cadastur (3.0) permite que a inscrição de prestadores de serviço seja feita de forma totalmente online.

O sistema é interligado ao banco de dados da Receita Federal, e o certificado de formalização conta com tecnologia QR Code, reunindo todas as informações dos cadastrados.

Além disso, veículos que realizam transporte turístico receberão selos dotados da mesma funcionalidade.