• A28bc8b2469c14e5
12 de Novembro de 2019

Icone show turismoTurismo

Redação
03:22
26/09/2019

Projeto Investe Turismo reúne gestores para troca de experiências e boas práticas

O Investe Turismo, projeto desenvolvido em conjunto pelo Sebrae, Ministério do Turismo e Embratur que visa desenvolver o turismo por meio de 30 rotas turísticas estratégicas já estabelecidas em todo o território nacional, foi destaque no painel da Rede de Inteligência de Mercado no Turismo (RIMT), realizado nesta terça-feira (24), em São Paulo. O evento reuniu gestores envolvidos no projeto para trocar experiências e discutir o rumo da iniciativa – que precisa estar alinhada nos níveis federal, estadual e municipal – para viabilizar a geração de empregos no Brasil. O uso das plataformas online para potencializar a comercialização dos destinos também foi abordado no encontro.

Cec6b13a6660e140

Na ocasião, Ana Clevia Guerreiro, analista do Sebrae, explicou as particularidades do projeto para que os gestores possam desempenhar a atividade em seus estados e superar os desafios na implementação: “O Investe Turismo converge ações para potencializar o turismo no Brasil, fornecendo um conjunto de oportunidades econômicas para quem está nesses destinos. O projeto contempla um conjunto de ações, inclusive a melhoria dos serviços turísticos para gerar experiência positiva para os turistas”. Ela lembra que uma porcentagem significativa da população nunca viajou como turista, abrindo espaço para essa iniciativa. “Podemos, então, ampliar a participação no mercado nacional e no mercado internacional, seja na própria América Latina ou fora desse eixo”, afirma.

Germana Magalhães, uma das analistas responsáveis pelo Investe Turismo do Sebrae, conta que a reunião faz parte de um processo que teve início em 2017, quando o Sebrae mudou a estratégia de turismo para focar em destinos turísticos inteligentes. Com a chegada do Investe Turismo, o Sebrae ampliou a linha estratégica, somando com as iniciativas do Ministério do Turismo e da Embratur na questão da promoção turística. “Foram selecionadas as rotas e agora temos projetos estaduais em municípios definidos. Todos os empresários que estão neles podem participar das ações que visam tanto a promoção quanto a estruturação dessas novas experiências”, conta.

Plataformas online para ampliar vendas
Para ganhar visibilidade, o ideal é que negócios do ramo se associem a parceiros virtuais. O Head de Sourcing da Decolar, Rodrigo Vaz Ribeiro conta que 57% dos consumidores que desejam viajar não sabem ainda para qual destino, e 91% deles, a partir do momento que decidem, não sabem onde vão se hospedar. Por isso, aconselhou: o ideal é não só anunciar o destino, mas sim focar na experiência que o turista terá no local. “A Decolar, por exemplo, dá acesso a milhares de hotéis, pousadas, meios de hospedagens e está disponível no cenário online, que é o que já entendemos que é para onde o mundo está indo”, diz Ribeiro. “As pessoas buscam informações, detalhes, preços e avaliações na internet”.

Por isso, para ele, o empreendedor que decidir por se associar a esse tipo de plataforma ganha em visibilidade, já que a divulgação do destino é algo também feito pela empresa. “A tecnologia ajuda a fomentar o turismo no Brasil dando acesso aos hoteleiros a uma plataforma e a um grau de distribuição com alta capilaridade. Essa é a grande vantagem”. Os dados fornecidos pela empresa também orientam os negócios a entenderem melhor suas fraquezas e fortalezas e agirem sobre isso, bem como fazer ajustes de preço de acordo com a média do destino.

“Queremos apresentar esse canal de comercialização para que o gestor possa incentivar essa aplicação. Uma vez passando isso para os pequenos negócios, eles estarão prontos para esse novo mercado, em que o turista escolhe pelo conteúdo a oferecer e pelo que está online”, afirma Germana Magalhães. Escolher uma boa plataforma para estar, portanto, é um facilitador, diz Germana. “Hoje o empresário tem que pensar em como ele estará antes de o turista chegar, quando ele estiver efetivamente ali, de férias, e no depois, que é quando ele vai deixar o comentário do serviço que utilizou. O Sebrae está focado em fornecer o básico do empreendimento, que é a gestão, a melhora de processos e a estruturação, e o Investe Turismo é um conjunto de ações que vai otimizar vários parceiros”.