• 83ab251c9fc76cfb
22 de Setembro de 2018

Icone show culturaLiteratura

RollingStone
04:41
30/07/2018

Livro analisa a transformação dos Beatles em 1966

Autor de Beatles 1966 explica como aquele ano mudou as vidas e carreira do Fab Four

 

4f8f486e016205f6

Capa do livro Beatles 1966 O Ano Revolucionário, do autor Steve Turner, lançado pela editora Benvirá

por Paulo Cavalcanti

Uma parte considerável da grandeza dos Beatles vem do fato de o quarteto ter progredido tão rapidamente artística e musicalmente.

Quando chegou o ano de 1966, John Lennon, Paul McCartney, George Harrison e Ringo Starr já não eram mais aqueles rapazes descontraídos que tocavam um rock básico e animado no período 1963/1964.

Naquele ano, em particular, eles deixaram de se apresentar ao vivo e gravaram o álbum Revolver, um verdadeiro divisor de águas. Começaram a experimentar com a cultura hindu, com o LSD e também se envolveram em várias polêmicas.

Também naquele ano, a revista teen Datebook repercutiu de forma irresponsável uma declaração de John Lennon sobre religião e Jesus Cristo (o famoso "mais populares que Jesus").

Eles também foram hostilizados nas Filipinas por simpatizantes de Imelda Marcos, esposa do ditador Ferdinand Marcos, por supostamente terem esnobado um encontro com a primeira dama.

O autor Steve Turner, um dos maiores experts em Beatles, reuniu tudo que aconteceu na vida do Fab Four naquele marcante período de 12 meses em Beatles 1966 (Benvirá).

O relato dele no livro é indispensável para quem se interessa pela banda. 

LEIA A MATÉRIA COMPLETA EM RollingStone