• D913ab94fd939276
  • 0e524dbb7ac5f2ff
11 de Dezembro de 2017

Icone show culturaCultura & Variedades

ASN
19:04
20/04/2017

Oficina de iluminação teatral oportuniza novos conhecimentos para técnicos e atores

O curso é voltado, não apenas para técnicos de iluminação, mas para os mais diversos profissionais do teatro, como atores, diretores, cenógrafos

 

Ao falar em teatro é comum que o pensamento das pessoas seja remetido aos atores, ao palco direção, cenografia e trilha sonora. No entanto, poucas pessoas costumam se atentar a um detalhe importante, que faz toda a diferença em cena: a iluminação.

Esta foi a abordagem proposta pela iluminadora carioca Poliana Pinheiro, que está ministrando a Oficina de Desenvolvimento Técnico e Artístico em Iluminação Cênica.

Oferecida dentro da programação do III Festival Sergipano de Artes Cênicas, a atividade começou nesta segunda-feira, 17, e segue até domingo, 23, com instruções teóricas e práticas. Segundo a iluminadora, o curso é voltado, não apenas para técnicos de iluminação, mas para os mais diversos profissionais do teatro, como atores, diretores, cenógrafos, pois este conhecimento facilita o alinhamento e a concepção dos espetáculos. 

 

“A ideia da oficina é trazer aos participantes uma melhor compreensão, que possibilite maior interação entre os profissionais da área cênica. Saber qual equipamento pedir, quando se quer determinado efeito, influencia no resultado final”, explica Poliana.

 

Na oficina é apresentado cada um dos equipamentos, com explicação de suas especificidades técnicas e os efeitos que podem ser obtidos com cada tipo de luz.

 

“É importante também os participantes conhecerem a função de cada profissional da equipe de luz, pois existe o técnico, o operador, o montador, o iluminador que é responsável pela parte artística, entre outras funções”, acrescenta.

 

Para o ator do grupo A Tua Lona, Ícaro Olavo, a participação na oficina é uma oportunidade de ampliar seus conhecimentos.

 

“Aqui, em Sergipe, há uma deficiência de oficinas voltadas às artes cênicas, sobretudo para esta parte mais técnica. Então, achei que seria uma boa oportunidade para eu conhecer mais sobre a área da iluminação. Também fiquei feliz por encontrar aqui representantes de vários grupos de teatros, que às vezes ficam muito dependentes dos poucos técnicos que temos no estado”, afirmou.

 

O técnico em iluminação, Victor Pinto, vê a oportunidade como uma forma de também aproximar as áreas de atuação dentro do teatro.

 

“A oficina é importante para os atores terem mais noção da realidade do teatro, pois as vezes acontece de pedirem um equipamento, e quando chega não era o que se esperava. A oficina também orienta sobre como agir quando ocorre um problema, o que é muito comum”, opinou.

 

Já a doutoranda em artes cênicas, Amanda, conta que buscou a oficina por acreditar na poética que a iluminação pode transmitir na composição do espetáculo.

 

“Acompanho sempre o festival e vi na programação esta oficina e me interessei muito. Luz foi algo que sempre chamou minha atenção nos espetáculos tanto como pesquisadora, quanto como espectadora. Acho que a função da luz é muito mais do que iluminar alguém, ela faz parte da dramaturgia”.

 

O Festival Sergipano de Artes Cênicas segue até o dia 30 de abril com mais palestras, oficinas e mais espetáculos. O evento é uma realização do Governo de Sergipe por meio da Secretaria de Estado da Cultura (Secult).

A programação completa e mais informações podem ser acompanhadas pelo site e pela página do Facebook: Festival Sergipano de Artes Cênicas.