30 de Novembro de 2021

Saúde

Redação
16:41
24/04/2019

Centro de Endocrinologia e Diabetes do Ipesaúde acolhe beneficiários com diabetes tipo 1

O Centro de Endocrinologia e Diabetes Luciano Barreto Junior é a unidade do Ipesáude que acolhe o paciente e atua em várias áreas como nutrição, consulta de enfermagem, cardiologia, endocrinologia, salas do pé diabético e curativos.

(Fotos: Arquivo / ASN)

Ambulatório

De acordo com a Sociedade Brasileira de Diabetes (SBD), diabetes tipo 1 é uma variação pouco comum da doença, que pode surgir ainda na infância e adolescência.

Neste tipo, a produção de insulina do pâncreas é insuficiente, pois suas células sofrem destruição autoimune. Por isso a importância de administração regular de insulina para manutenção os níveis de glicose em valores normais.

A endocrinologista, Mariana Garcez explica que o objetivo do ambulatório de diabetes tipo 1 é ampliar o cuidado ao paciente por se tratar de uma doença que necessita de um tratamento mais direcionado por ser menos comum.

“O atendimento do paciente diabético tipo 1 é conduzido pelo endocrinologista acompanhado de equipe composta por um nutricionista especializado em contagem de carboidrato, enfermeiro para orientar sobre aplicação e regularidade da insulina. É um ambulatório que o paciente pode ter acesso, após passar por triagem”, explica Mariana Garcez, acrescentando que a periodicidade das consultas varia de acordo com o quadro do paciente entre acolhimentos semanais ou mensais.

Maria José de Souza, 40 anos, convive com diabetes tipo 1 há 25 anos. Beneficiária do Ipesaúde, a paciente passou a ser acompanhada pela equipe multidisciplinar, que atua no Centro de Endocrinologia e Diabetes.

“A assistência que recebo no Centro mudou minha qualidade de vida. Hoje em dia consigo entender desde alimentação adequada para um diabético, até as doses de insulina que precisam ser administradas.”.

 

A nutricionista e educadora em diabetes, Maria de Lourdes Machado, que também é diabética fala que a assistência deve passar pela sensibilidade em orientar os pacientes que é possível conviver bem com a doença.

"É importante que o paciente tenha conhecimento da sua condição para melhorar a forma de adesão ao tratamento, em virtudes de muitos mitos existentes. Trabalhamos de maneira conjunta para orientá-los que é possível manter uma vida normal sendo diabético, seja no que diz respeito a ingestão de alimentos ou uso de insulina”, conta.

A marcação de consultas no Centro de Endocrinologia e Diabetes é realizada de maneira presencial, na unidade localizada na Praça Almirante Tamandaré, 75, Bairro São José. Aracaju / SE Tel: (79) 3211-2571.

 

LEIA TAMBÉM

Governo lança campanha para orientar população sobre os riscos da Dengue

SergipePrevidência funcionará em horário estendido até a terça-feira, 30

 

Com informações da ASN

Compartilhe