28 de Novembro de 2020

Tema Livre

Redação
16:05
20/01/2020

Pesquisa global mostra brasileiros otimistas

Setenta por cento dos brasileiros esperam melhorar sua condição econômica - e a de sua família - nos próximos cinco anos, segundo pesquisa realizada em 28 países pela Edelman, agência global de comunicação com escritórios em todos os continentes.

Os otimistas só predominam em economias emergentes. Os mais animados são os quenianos: 90% indicaram esperança de melhora.

Os chineses praticamente empataram com os brasileiros, com 69% de respostas positivas.

Em 15 dos 28 países houve maioria de pessimistas. Esse grupo inclui todos os mercados mais desenvolvidos.

Nos Estados Unidos, boas expectativas só foram apontadas por 43% dos consultados.

Esperança de progresso pessoal e familiar nos próximos cinco anos foram manifestadas, no Japão, apenas por 15% dos entrevistados.

Na França, 19% deram essa resposta, na Alemanha, 23% e no Reino Unido, 27%.

Iniciada em 2001, a pesquisa Edelman Trust Barometer mede a confiança das pessoas no governo, nas empresas, nas organizações não governamentais (ONGs) e nos meios de comunicação.

Para a edição de 2020 foram consultadas mais de 34 mil pessoas em 28 países.

De modo geral, as pessoas se mostraram menos otimistas e menos confiantes em todas essas instituições e nos efeitos da mudanças tecnológicas.

A confiança, de acordo com o levantamento, vem sendo minada por uma crescente sensação de desigualdade e de injustiça.

O estudo será apresentado a empresários em evento paralelo à reunião do Fórum Econômico Mundial em Davos, nos Alpes Suíços.

O medo de ficar para trás foi manifestado pela maioria das pessoas, 57%, em 21 dos 28 países.

Curiosamente, esse temor foi manifestado também por 62% dos brasileiros, embora a maior parte deles, segundo outro item da pesquisa, tenha mostrado otimismo quanto às suas possibilidades de melhora econômica nos próximos cinco anos.

O maior pessimismo apareceu na Índia (73%), mas os números também foram grandes em economias como Itália (67%), Alemanha (66%) e EUA (57%).

 

Capitalismo

A pesquisa mostrou também desconfiança em relação ao capitalismo, às empresas e aos efeitos das mudanças tecnológicas.

Segundo 56% dos consultados, o capitalismo em sua forma atual produz mais mal do que bem.

A tecnologia muda muito rapidamente, disseram 61%, e 83% disseram ter medo de perder o emprego por causa da automação, da falta de treinamento, da competição estrangeira ou da presença de imigrantes dispostos a ganhar menos.

Só 36% disseram confiar nos muito ricos, 42% expressaram confiança no governo e 49% em líderes religiosos.

Cientistas (80%), população local (69%) e compatriotas (65%) apareceram entre os mais confiáveis.

Jornalistas (50%) e executivos chefes (51%) apareceram na zona neutra. 

Fonte: DC

VEJA TAMBÉM

"Turismo de bebedeiras" proibido em Ibiza e Maiorca. Multas vão até 600 mil euros​

\"\"

Home office: Gol abre vagas para trabalhar sem sair de casa​

\"\"

Marinha abre 900 vagas para concurso de ensino médio​

\"\"

Com luvas biônicas, maestro João Carlos Martins volta a tocar piano

\"\"

Em filme da Netflix, Wagner Moura é "Sergio", diplomata brasileiro morto no Iraque; veja trailer​

\"\"

Avião comercial decola sozinho pela primeira vez na história; veja o vídeo​

\"\"

Globoplay lança streaming de conteúdo brasileiro nos EUA por US$ 13,99 mensais​

\"\"

Harry e Meghan deixarão de usar os títulos reais​

\"\"

A fotógrafa Tessa Dóniga transforma o café da manhã em imagens surrealistas​

\"\"

Dia 25 de janeiro: "Titãs Trio Acústico" no Teatro Tobias Barreto​

\"\"

Gal Costa apresenta o show “A Pele do Futuro” no Teatro Tobias Barreto​

\"\"

Baile do Hawai 2020 no Iate Clube de Aracaju.

\"\"

Até 2040, você não vai precisar de mala ou passaporte para viajar

\"\"

Azul pretende chegar a 200 destinos nacionais nos próximos anos

\"\"

Novo Centro de Convenções de Salvador será inaugurado no dia 26 de janeiro

\"\"

Brasil e Catar acabam com exigência de visto; país vai sediar a Copa de 2022​

\"\"

Pesquisa Google: veja os 10 destinos mais procurados no Brasil e no mundo

\"\"

Policiais relatam como combateram pornografia infantil na internet

\"\"

Prazo para regularização do Simples Nacional termina 31 de janeiro​

\"\"

Brasileiros estão entre os que mais usam apps no dia a dia​

\"\"

Rejeitado por ser surdo, cãozinho é adotado por homem com a mesma condição​

\"\"

onheça a nova estação brasileira na Antártica 

\"\"

Compartilhe