24 de Janeiro de 2022

Notícias

Redação
17:07
13/01/2022

Juiz afirma que população deve denunciar pais que não vacinarem seus filhos

Para o juiz da Vara da Infância e Juventude de Guarulhos (SP) Iberê Dias a população deve denunciar os pais que não vacinarem os filhos contra a covid-19.

A fala ocorreu em entrevista concedida por Dias ao Jornal da TV Cultura na terça-feira 11.

Sem dúvida, deve denunciar”, afirmou o magistrado, sobre como a pessoa deve proceder caso saiba de uma criança que não tomou a vacina por decisão dos pais.

“Deve levar essa fato ao Conselho Tutelar da região, ou do Ministério Público da região.”

De acordo com Dias, a vacinação de crianças e adolescentes é obrigatória, independentemente de como pensam os pais.

Ainda que os pais se definam como anti-vacinas, que aleguem alguma escusa religiosa, filosófica, moral ou o que quer que seja que valha para adultos não se vacinarem, a vacinação para crianças e adolescentes é obrigatória”, disse.

 

LEIA TAMBÉM

         

Québec proíbe maconha e álcool para não vacinados, e busca por vacina sobe 300%

A província de Québec, a segunda mais populosa do Canadá e a que registra mais casos da variante ômicron no país, observou um aumento de 300% na procura por vacinas contra a Covid-19 depois de determinar que só os imunizados poderão comprar bebidas alcoólicas ou maconha.

-------------------

Ele ainda alertou que os pais podem perder a guarda dos filhos que não forem vacinados contra a covid-19.

De início, os pais podem sofrer multa de três a 20 salários mínimos [de R$ 1,2 mil a R$ 24,4 mil]“, disse.

Se insistirem em não vacinar, essa multa pode ser sobrada e, num limite, em casos extremos, podem até perder a guarda dos filhos.”

Dias não está sozinho. Na Vara da Infância de Juventude de São José do Rio Preto (SP), o juiz Evandro Pelarin disse que a vacinação de crianças contra a covid-19 é obrigatória e que os pais que deixarem de imunizar os filhos podem ser multados, processados e até perder a guarda.

O magistrado alega que “a resistência dos pais é um crime, é colocar em risco a saúde alheia”.

Compartilhe